nsc
    dc

    Política

    Pedidos de depoimento e de apreensão do celular de Bolsonaro são enviados à PGR

    Ministro Celso de Mello ressaltou que é dever do Estado promover a apuração de fatos delituosos

    22/05/2020 - 10h38 - Atualizada em: 22/05/2020 - 10h43

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação DC
    bolsonaro
    Presidente Jair Bolsonaro
    (Foto: )

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello enviou para a Procuradoria Geral da República (PGR) três notícias-crime envolvendo o nome do presidente Jair Bolsonaro. Os pedidos foram apresentados por partidos e parlamentares que pedem novos desdobramentos na investigação sobre a suposta interferência do presidente na Polícia Federal. As informações são do portal G1.

    Segundo a reportagem, entre as medidas solicitadas estão o depoimento do presidente, e a busca e apreensão do celular dele e de seu filho, Carlos Bolsonaro, para perícia. A solicitação foi encaminhada na quinta-feira (21). À PGR, o ministro ressaltou ser dever jurídico do Estado promover a apuração da "autoria e da materialidade dos fatos delituosos narrados por ‘qualquer pessoa do povo’".

    É praxe que ministros do STF enviem esse tipo de ação para manifestação da PGR, que é responsável por propor investigação do presidente perante o STF. Celso de Mello é relator do inquérito proposto pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, que investiga os fatos narrados por Moro.

    Celso de Mello enviou os casos para análise da PGR e ressaltou que compete ao PGR analisar os fatos colocados. Não há prazo para Aras decidir sobre os pedidos, segundo a reportagem.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas