nsc

publicidade

Novo espaço

Penitenciária de Blumenau será inaugurada nesta quarta

Cronograma de transferência dos detentos já condenados do Presídio Regional de Blumenau será definido após cerimônia

27/01/2016 - 07h03

Compartilhe

Por Redação NSC
Apesar de estar tudo praticamente finalizado nos 8,6 mil metros quadrados nem todo o mobiliário chegou ao local
Apesar de estar tudo praticamente finalizado nos 8,6 mil metros quadrados nem todo o mobiliário chegou ao local
(Foto: )

A estrutura da Penitenciária Industrial de Blumenau, no bairro Ponta Aguda, que será inaugurada nesta quarta-feira, às 10h, não lembra em nada o Presídio Regional de Blumenau, no Salto Weissbach, que em novembro de 2012 foi considerado o pior do Estado. Logo na entrada há um ponto de ônibus com espaço para a chegada de 80 visitantes, fraldário e banheiros masculino e feminino. Há espaço amplo para visita, celas com beliches e banheiros. Tudo com cara de novo.

Apesar de estar tudo praticamente finalizado nos 8,6 mil metros quadrados nem todo o mobiliário chegou ao local e o início da transferência dos 599 detentos será definida ainda nesta quarta-feira. Por enquanto a área de saúde, espaço para educação e para instalação de empresas que empregarão os detentos, além de lugar para convivência dos presos, com áreas de banho de sol, local para visita familiar e atendimento dos advogados estão praticamente vazios.

:: "O que eu vi aqui remonta à Idade Média", diz integrante de comitiva da OAB em visita ao Presídio de Blumenau

:: Diretor do Presídio de Blumenau e outros 12 agentes são detidos durante força-tarefa

:: Por que a nova penitenciária é a solução ao Presídio Regional de Blumenau

- As transferências dos 400 detentos de Blumenau, já condenados, serão feitas em grupos, com bastante calma, para readequar o comportamento deles. Já as outras 199 vagas vamos priorizar aos detentos que são da Comarca de Blumenau, mas cumprem pena em outras regiões. Claro, nem todos virão para cá - adianta sobre a ocupação da penitenciária, Marco Antônio Caldeira, futuro diretor do local.

Durante a solenidade, que terá a presença do governador Raimundo Colombo e outras autoridades, ainda serão apresentados os 90 agentes penitenciários, 25 técnicos em atividades administrativas, dois assistentes sociais e dois psicólogos admitidos em caráter temporário para operacionalização da unidade até a realização de novo concurso público. Também serão celebrados convênios com empresas privadas, ainda não definidas, que oferecerão vagas de trabalho remunerado aos apenados da penitenciária industrial.

Clique na imagem e veja como funcionarão os trabalhos no local:

(Foto Patrick Rodrigues, Agência RBS)

Diferente da antiga estrutura em que os presos vivem em condições precárias e de onde 28 detentos fugiram em massa em janeiro do ano passado, o novo prédio foi construído com base nas diretrizes de arquitetura prisional do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, que levam em conta capacidade, local escolhido, tamanho das celas, iluminação e demais detalhes técnicos. Outra novidade da unidade é o contato mínimo dos agentes com os detentos e a futura instalação de um bloqueador de celular:

- A nova estrutura é fantástica. Melhora muito a condição de trabalho preservando o agente e o interno - ressalta Caldeira.

O custo da obra da penitenciária é de R$ 36 milhões, financiado pelo BNDES. No terreno ainda serão construídos futuramente o novo Presídio de Blumenau e uma unidade voltadas para o regime semiaberto, que vão caracterizar então a denominação de Complexo Penitenciário de Blumenau, composto por três unidades prisionais.

Segundo o Departamento de Administração Prisional (Deap), o complexo atenderá apenas detentos homens. As mulheres presas em Blumenau serão encaminhadas ao Presídio Feminino de Itajaí. Assim que Caldeira assumir a administração da Penitenciária Regional de Blumenau, outro nome, ainda não definido, passará a comandar o Presídio Regional de Blumenau.

Deixe seu comentário:

publicidade