nsc
santa

Litoral

Perseguição e troca de tiros terminam com assaltante morto em Navegantes

Jovem de 22 anos e outros três comparsas invadiram casa, ameaçaram e agrediram família antes de fugir com dois carros das vítimas

03/05/2021 - 11h02

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Carro caiu em vala e troca de tiros não parou
Carro caiu em vala e troca de tiros não parou
(Foto: )

O suspeito de participar de um assalto em Balneário Piçarras morreu ao ser perseguido pela Polícia Militar e trocar tiros com os agentes na noite deste domingo (2). Ele fugia com o carro das vítimas quando se perdeu e caiu em uma vala às margens de uma avenida de Navegantes, também no Litoral Norte. Ao ser abordado, reagiu e acabou baleado.

​> Quer receber notícias do Vale do Itajaí por WhatsApp? Acesse e entre no grupo do Santa

Tudo começou por volta das 21h, quando a PM foi acionada por conta de um roubo em uma casa do bairro Itacolomi, em Balneário Piçarras. A família foi rendida por quatro homens armados, que ameaçaram e agrediram as vítimas com chutes, socos e coronhadas. Depois, roubaram equipamentos eletrônicos, jóias, documentos, cartões, dinheiro e fugiram em um Honda Fit e um Jeep Renegade, ambos propriedade dos moradores.

Com comunicação via rádio, viaturas se posicionaram nas principais vias de acesso da região, entre Penha e Navegantes. Não demorou muito para os veículos cruzarem a guarnição do Tático. Ao perceberem os policiais, os assaltantes, um no Honda Fit e os demais no Jeep Renegade, dispararam contra as autoridades.

A PM recuou, mas continuou a perseguição. O motorista do Honda Fit tentou atirar mais uma vez e acabou perdendo o controle da direção, caindo em uma vala da chamada Avenida Radial, em Navegantes.

Ainda de acordo com o relato da PM, quando os policiais se aproximaram, o condutor de 22 anos reagiu e a troca de tiros continuou. Ele foi ferido, socorrido pelos bombeiros voluntários e levado ao hospital da cidade, mas não resistiu e morreu instantes depois.

O outro veículo foi abandonado em uma rua de Navegantes, porém os suspeitos não foram localizados. O caso fica sob responsabilidade da Polícia Civil.

Colunistas