Uma possível fraude nos sistemas da Justiça Eleitoral filiou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao PL, partido do ex-presidente Jair Bolsonaro. O caso foi identificado pelo jornal O Globo e agora será investigado pela Polícia Federal, por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Fundador do PT, Lula está formalmente desfiliado da sigla desde 15 de julho de 2023, ocasião em que passou a ser integrante dos quadros do PL em São Bernardo do Campo (SP), onde tem residência. A alteração na ficha do presidente já foi desfeita, o que colocou ele de volta entre os filiados petistas.

O TSE confirmou a O Globo que a inclusão de Lula na nova sigla foi feita a partir do login da advogada Ana Daniela Leite e Aguiar, que presta serviços ao PL. Ao jornal, ela disse que não se manifestaria. Já o presidente do partido, Valdemar da Costa Neto, disse crer se tratar da ação de algum hacker.

Uma apuração interna do TSE descartou ataques ou falhas no sistema eletrônico da Corte e identificou indícios de falsidade ideológica, ou seja, de que um terceiro utilizou indevidamente o login da advogada.

Continua depois da publicidade

Leia mais

Vereador terá que devolver R$ 800 mil por acumular cargos em SC

Cotado para Casa Civil, Cleverson Siewert ficará na Fazenda em SC

Destaques do NSC Total