nsc

publicidade

Cultura

Pianístico 2019 promove concerto didático e leva cultura para palcos abertos em Joinville 

Evento segue até domingo em diversos palcos de Joinville. Cidade é vista pela pianista Olinda Allessandrini como futuro potencial celeiro musical do Brasil

20/09/2019 - 17h15 - Atualizada em: 26/09/2019 - 17h43

Compartilhe

Luan
Por Luan Martendal
Olinda Allessandrini interpreta Chiquinha Gonzaga no Pianístico 2019
Olinda Allessandrini interpreta Chiquinha Gonzaga no Pianístico 2019
(Foto: )

Centenas de crianças e adolescentes de escolas públicas de Joinville tiveram um dia letivo diferente e repleto de histórias, cultura e música nesta sexta-feira (20). Sentados nas poltronas do Teatro Juarez Machado, os estudantes vivenciaram a oportunidade de assistir, em duas sessões, ao concerto didático liderado pela pianista Olinda Allessandrini, caracterizada como uma das maiores artistas musicais do Brasil, a compositora, instrumentista e maestrina Chiquinha Gonzaga. A atividade cultural faz parte do Pianístico 2019, que espalha a arte do piado gratuitamente por praças, shoppings, restaurantes e teatros em diversos palcos abertos da cidade até este domingo (22).

Diante da plateia, a artista contou e relembrou momentos históricos do período entre 1847 e 1935, época em que viveu Chiquinha, a primeira mulher a reger uma orquestra no País e uma das artistas a lutar pelo abolicionismo usando a música. Durante o concerto, foram feitas brincadeiras, uma delas em que ao menos uma dezena de crianças subiu ao palco para dançar valsa enquanto a pianista tocava.

Centenas de crianças participam de concerto didático no Pianístico 2019
Centenas de crianças participam de concerto didático no Pianístico 2019
(Foto: )

Na ocasião foram lembrados ainda clássicos que marcaram a carreira de Chiquinha Gonzaga, como Lua Branca, Plangente, Bijou e Amapá, cada uma delas com sua própria história contada por meio de encenação em primeira pessoa e projeções em imagens. A abordagem encantou alunos e professores, 37 deles vindos da área rural de Joinville, do 4º e 5º ano da Escola Honório Saldo, no Quiriri.

— Para eles tudo é novidade e emocionante. Em uma das salas temos uma aluna que toca violino e eles já ficam encantados, então como o piano é maior e difícil de ser visto, essa é uma oportunidade maravilhosa que eles têm de ter contato com o instrumento e os pianistas — apontou a professora Marizete Risso, na apresentação.

Segundo ela, na escola a temática também será trabalhada através de pesquisa dos artistas citados no palco, além da possibilidade de criação de uma peça teatral na escola. O encontro didático também reuniu amantes e praticantes da música instrumental, como Eliana Minatti, que, aos 60 anos faz aula de piano desde os nove anos de idade.

— Tenho uma ligação especial com o piano e mantemos grupos em Joinville no qual nos apresentamos uns para os outros para incentivar as pessoas a continuar estudando música. É uma paixão e neste Pianístico estou me emocionando muito, porque é intenso, e me fez tornar ainda mais fã — afirmou Eliana, ao buscar um autógrafo de Olinda Allessandrini em sua partitura.

Joinville como futuro celeiro cultural

Pianístico 2019 teve concerto didático em Joinville
Pianístico 2019 teve concerto didático em Joinville
(Foto: )

Para Olinda, que é pianista, professora e pesquisadora musical, a resposta do público transmite a mesma essência que ela sente quando está diante dele e em meio ao silêncio, quebrado somente pelo toque de uma boa canção.

— A gente se emociona, se diverte, música é isso, um momento extraordinário e mágico — expressou aos presentes.

A artista se envolveu mais diretamente com as obras de Chiquinha Gonzaga a pouco tempo ao ser convidada para uma palestra. Hoje, se apropria do personagem e emociona a quem assiste. A homenagem é trabalhada tanto com adultos, como ocorreu na quinta-feira no Harmonia Lyra, quanto com as crianças, que possui ligação especial há dez anos ao usar o didatismo em escolas de Novo Hamburgo (RS).

— É gratificante trabalhar com crianças e jovens, porque é uma forma deles terem contato com esse tipo de música, que infelizmente são pouco divulgadas. E a gente tem grandes surpresas, porque eles se deixam sensibilizar. É uma lástima que isso não seja amplamente explorado, mas acho que em Joinville é feito um trabalho muito interessante com essas crianças e a cidade vai ser um celeiro musical para o Brasil, tenho certeza — avaliou.

Assista a apresentação da canção Lua Branca no Pianístico 2019:

Sobre a artista

Olinda Allessandrini: suas atividades incluem apresentações ao vivo, gravações, atividades pedagógicas, colaboração em livros e jornais. Em 2010, recebeu a medalha comemorativa ao “Ano Chopin”, do Consulado da Polônia em Porto Alegre. Tem CDs inteiramente dedicados a obras de Villa-Lobos, Radamés Gnattali e Araújo Vianna, além dos CDs "Panorama Brasileiro", "Valsas", "pamPiano" e "Ébano e Marfim". Seu repertório pianístico vai do barroco ao contemporâneo e é frequentemente convidada como solista por orquestras, no Brasil e no exterior, com recitais, turnês e palestras realizadas em países como Alemanha, Áustria, Itália, Noruega e Estados Unidos.

​Conheça as estrelas do Pianístico 2019

Reconhecimento de talentos locais

Sarah e Jéssica se apresentam durante almoço em restaurante de Joinville
Sarah e Jéssica se apresentam durante almoço em restaurante de Joinville
(Foto: )

Em ações paralelas dos concertos principais do Pianístico 2019, talentos joinvilenses de diferentes estilos e gerações imprimem sua identidade em apresentações abertas à comunidade durante os quatro dias de evento. Dentre elas estão espetáculos ao vivo no horário do almoço.

No Smânia Restaurante & Eventos, nesta sexta-feira se apresentaram a estudante de piano Jéssica Ladorucki e a professora da Arte Maior Escola de Música, Sarah Bahr Pessôa. Elas tocaram clássicos, pop, trilhas de musicais e músicas brasileiras.

— O Pianístico cria uma atmosfera de cultura na cidade muito interessante e, nesses quatro dias apoiamos o evento com pianistas fazendo o som ambiente durante o almoço dos nossos clientes. Vemos essa ação como uma forma de integrar a cultura no dia a dia da comunidade — considera Dominicio Freitas Neto, dono do estabelecimento.

Programação

Sábado, 21 de setembro

10h30 e 13h30: Oficina de práticas pedagógicas para professores de iniciação musical ao piano, com Margareth Mila e Vivian Siedlecki na Casa da Cultura

10h: Apresentação de pianistas inscritos pelo site do evento, para alunos de piano das escolas de música de Joinville na Livraria A Página

18h: Encontro com o pianista Hercules Gomes; tema "O piano na MPB" na Casa da Cultura

19h: Tom Worrell (Estados Unidos) no Shopping Mueller

20h30: Chun Wang (China) no Teatro Juarez Machado

22h30: Donald Vega (Nicarágua/Estados Unidos) na Galeria 33

Domingo, 22 de setembro

10h30: Martin Münch (Alemanha) no Teatro Juarez Machado

17h: Donald Vega (Nicarágua/Estados Unidos) no Teatro Juarez Machado

19h30: Concerto de encerramento, com Hercules Gomes no Teatro Juarez Machado

​​Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade