O churrasco de domingo está mais barato em Joinville. Em pesquisa de preço divulgada pelo Procon, no sábado (3), o preço do quilo da picanha apresentou redução de 13,34% em comparação a maio. No entanto, o custo da carne variou até 200,50% entre os mercados — o menor preço encontrado pelo quilo da picanha foi de R$ 39,30, e o maior, R$ 119,90.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A pesquisa de preços de produtos e carnes para churrasco foi realizada em 12 estabelecimentos, onde foram consultados os valores de 46 itens entre carnes bovina, suína, aves, carvão e outros. Além da picanha, outros quatro produtos ficaram mais baratos: sal grosso (-21,40%), o quilo da coxa (-14,54%) e o quilo da coxinha da asa (-13,75%).

Já entre as carnes com maior aumento de preços estão peito/granito (13,01%), o cupim (12,62%) e a carne moída de segunda (9,45%).

Além disso, o quilo do fígado foi o produto que registrou maior diferença de preço entre os locais pesquisados (525,63%). Os outros foram o quilo do joelho (235,10%) e a linguiça de frango (232,28%).

Continua depois da publicidade

O que ainda falta em Joinville para zerar “conta” da educação de 2020 e 2021

Cesta básica

Já o preço médio da cesta básica teve queda de 1,67% em relação ao mês anterior, passando de R$ 303,93 para R$ 298,86. E o menor valor encontrado este mês chega a R$ 182,12. Esse valor simula a compra da cesta básica considerando os produtos mais baratos entre todos os estabelecimentos visitados.

Ao todo, foram consultados mais de 41 produtos de alimentação, frios, horta, pomar e granja, higiene pessoal e limpeza, em 14 estabelecimentos.

Entre os itens com maior alta, estão o vinagre (12,6%), maça nacional (9%) e absorvente (7,9%).

Já entre os produtos que ficaram mais baratos, estão a cenoura (- 25,6%), óleo de soja (-12,3%) e a salsicha (-9,9%).

Destaques do NSC Total