nsc
santa

Luto

Pintor de 24 anos é a vítima mais jovem do coronavírus no Vale do Itajaí

Morador de Blumenau, José Carlos Ferreira foi diagnosticado também com tuberculose e não resistiu às complicações pulmonares

26/06/2020 - 19h40 - Atualizada em: 26/06/2020 - 19h45

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Rapaz morava no bairro Garcia com os irmãos
Rapaz morava no bairro Garcia com os irmãos
(Foto: )

Um rapaz de origem humilde, caseiro, divertido, querido pelos amigos e parentes, que sonhava construir uma família. Assim a irmã descreve José Carlos Ferreira, pintor de 24 anos que morreu após 23 dias internado em Blumenau devido ao novo coronavírus e a uma tuberculose não tratada a tempo. Conforme dados do governo do Estado, José é a vítima mais nova do Vale do Itajaí a perder a vida por conta da Covid-19. Já são 98 em toda a região.

> Em site especial, saiba tudo sobre coronavírus

O morador do bairro Garcia veio a Blumenau quando pequeno, acompanhando a família paranaense que tentava oportunidades na cidade. Com muito trabalho, a mãe dele comprou um imóvel na região Sul do município. Neste ano, porém, a mulher voltou à terra natal. José ficou e morava com outros dois irmãos.

Rosilene Ferreira, 41, que vivia no mesmo terreno que o irmão, conta que ele foi internado por conta da tuberculose. Nos últimos meses o rapaz foi ficando debilitado, mas negava que estava se sentindo mal. De uma pessoa saudável, forte e brincalhona, José foi se transformando em um rapaz magro, que mal comia. A internação ocorreu no último dia 2. Um procedimento foi feito para tentar minimizar os estragos no pulmão e retirar parte das secreções. Durante os primeiros dias na unidade de saúde veio a informação de que o coronavírus também estava no corpo do paciente.

— Como que ele foi pegar se não saía de casa de jeito nenhum? Eu não entendo — lamenta Rosilene.

Leia também: Santa Catarina tem 22,9 mil casos de coronavírus e 298 mortes, diz Estado

No terreno deixado pela mãe, parte dos 11 irmãos vivem. Durante a internação, eles viam José através de videochamada ou por uma janela do quarto. Muito fraco, o rapaz falava pouco e baixo. Rosilene só conseguia entender quando ele dizia que amava a todos. Depois de uma semana, o contato a distância foi interrompido. Ele foi levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI). As complicações das duas doenças se misturaram e se tornaram irreversíveis.

— Ele foi se despedindo aos pouquinhos de nós e não percebemos. Foi um guerreiro, lutou até o fim, mas quando vi o estado que ficou, tão debilitado...eu sabia que ele não ia voltar — chora a irmã.

Os médicos avisaram que o fim estava perto e a mãe conseguiu chegar a tempo para se despedir, de longe, do filho. José morreu no fim da tarde desta quinta-feira (25) e foi enterrado nesta sexta no Cemitério da Rua Bahia.

Coronavírus em Blumenau

​> Quer receber notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do Santa

Conforme dados da prefeitura, nesta sexta-feira (26) há 898 moradores de Blumenau fazendo o tratamento contra o coronavírus. 26 estão internados, 13 em UTI. No total, 1.956 pessoas já tiveram o diagnóstico confirmado na cidade desde o início da pandemia. 1051 são consideradas recuperadas. José é o segundo jovem da lista de sete mortos por Covid-19 em Blumenau. Uma servidora da prefeitura de 34 anos morreu em maio. Os outros cinco eram pacientes idosos.

Colunistas