Corpo, música e alma. São estes elementos e a relação entre eles que o poema “Corpo Canção” explora, criado pela joinvilense Anna Carola. A obra foi escolhida entre 2344 poemas enviados ao Concurso de Novos Poetas Brasileiros, realizado pela Vivara Editora Nacional, e será publicada no compilado Antologia Poética Sarau Brasil 2021. 

Continua depois da publicidade

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Anna, além de poeta, é compositora e dedica o reconhecimento literário à professora do curso de Letras da Univille, Taiza Mara Rauen Morais, a quem tanto a inspirou na paixão pela poesia. 

A relação da autora com a poesia nasceu da música e de sua própria espiritualidade. 

– Eu não busco escrever sobre temas específicos, como meu processo é mais intuitivo então os temas acabam sendo diversos. – explica.

Continua depois da publicidade

– Eu costumo dizer que eu os recebo…como se fossem presentes divinos a mim incubidos de dar a forma.

> Projeto blumenauense sobre poesia enaltece história dos poetas brasileiros

Por sua conexão intuitiva com a arte, Anna não possui um processo criativo sedimentado. Para ela, a poesia é o corpo e a música a alma, fluida e etérea. 

Ela ainda frisa que, apesar da inspiração inicial, a poesia pode ser interpretada de várias formas. Isto porque o estado de espírito do leitor influencia o momento da leitura, resignificando o texto em busca de identificação. 

“Corpo e Canção”, de Anna Carola, poema escolhido em concurso nacional:

Esse violão que te veste

Corpo música

Essa canção que te despe

Etérea nudez

Me desperta

Inversa mudez

Num grito harmônico

Atônito

Corpo e alma

Num arpejo lampejo

Desejo

Leia mais:

> Criolo promove Parada LGBTQIA+ de Criciúma nas redes sociais

> Rock In Rio 2022: veja todas as atrações confirmadas até agora

Destaques do NSC Total