publicidade

Investigação

Polícia encontra registros sobre dívida de suspeito de matar família em Alfredo Wagner

Livro com anotações foi encontrado durante buscas na tarde desta segunda-feira em casa onde o triplo homicídio aconteceu

12/08/2019 - 19h33 - Atualizada em: 14/08/2019 - 18h13

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Suspeito foi localizado e preso no mesmo dia em que ocorreu o crime
Polícia e perícia estiveram na casa realizando buscas
(Foto: )

A Polícia Civil apreendeu nesta segunda-feira (12) um livro com capa escura e anotações sobre uma dívida que o suspeito do triplo homicídio em Alfredo Wagner, na Grande Florianópolis, tinha com a família morta na última sexta-feira (9). O comerciante detido no mesmo dia segue preso no presídio de Lages.

À NSC, os investigadores informaram que as últimas diligências realizadas na propriedade rural onde as vítimas residiam tiveram como objetivo encontrar papéis que indicassem a dívida, que teria motivado o crime.

Carlos Alberto Tuneu, 67 anos, Loraci Mathes, 50, e o filho do casal, Mateo Tuneu, 8, foram mortos a pancadas durante o meio-dia da última sexta-feira e encontrados já sem vida no início da tarde. O pai estava caído ao lado da caminhonete Hilux, a um quilômetro da propriedade rural onde morava a família. Já mulher e filho estavam dentro de casa.

Loraci, Matehus e Carlos foram encontrados mortos na tarde de sexta-feira
Loraci, Matehus e Carlos foram encontrados mortos na tarde de sexta-feira
(Foto: )

Segundo informações dos investigadores, o suspeito teria ido ao sítio na tentativa de eliminar os papéis assinados na noite anterior, em que reconhecia sua dívida com a família. Os policiais acreditam que a mulher resistiu para entregar os documentos, motivo pelo qual foi morta. Ainda, segundo a investigação, o menino morreu porque testemunhou o assassinato. O último a perder a vida teria sido Carlos. Conforme a polícia, o suposto autor teria deixado a casa e seguido para a estrada, onde esperou o desafeto.

Ainda segundo os investigadores, já se apurou onde o suspeito comprou a barra ferro utilizada para matar pai, mãe e filho. O objeto utilizado tem aproximadamente 1 kg e foi adquirido momentos antes dos assassinatos, segundo a polícia. Nesta segunda-feira, outra equipe do Instituto Geral de Perícias (IGP) também foi até Alfredo Wagner periciar o veículo do suposto autor do triplo homicídio.

Deixe seu comentário:

publicidade