nsc

publicidade

Segurança

Polícia fecha desmanche ilegal que abastecia lojas de autopeças em Barra Velha 

Duas pessoas foram presas desmanchando carros no local 

17/09/2019 - 11h44

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Florêncio
Duas pessoas foram presas em flagrante desmanchando carros no local
(Foto: )

Um desmanche ilegal foi identificado e fechado pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos da Polícia Civil, em Barra Velha, no Litoral Norte de Santa Catarina. Pelo menos quinze carros com registro de furto/roubo estavam no local. Segundo informações da polícia, o desmanche ficava em um galpão as margens da BR-101 e é suspeito de abastecer diversas lojas de autopeças da região.

Segundo o delegado Cláudio Monteiro, da Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), a equipe recebeu informação de que no local funcionava um desmanche ilegal. No galpão, os policiais encontraram aproximadamente de 15 veículos provenientes de crimes.

— Quando chegamos eles estavam picando os carros, provavelmente para revender as peças. Havia carros furtados ou roubados do Oeste, Grande Florianópolis, Itajaí, Joinville e todas as regiões — explica.

Um dos homens já havia sido preso por tráfico de drogas anteriormente. Os veículos que estavam no galpão foram roubados em diversas regiões do Estado, conforme a Civil. As duas pessoas foram presas desmanchando veículos no momento da abordagem, e podem responder por adulteração de sinal de veículo automotor e receptação qualificada.

A polícia também identificou o proprietário do desmanche, mas ele está foragido. De acordo com a polícia, o suspeito era responsável por abastecer parte do mercado de autopeças da região. A investigação ainda está em curso e a polícia não informou o nome dos envolvidos para não prejudicar as apurações.

Conforme o delegado, o responsável pelo aluguel do galpão não foi encontrado e é considerado foragido porque já existia contra ele um mandado de prisão. A Deic acionou as seguradoras e os proprietários dos veículos serão procurados para a devolução.

Leia mais notícias sobre Joinville e região.

Deixe seu comentário:

publicidade