nsc

Golpe

Por telefone, golpistas tentam se passar por PRF para pedir dinheiro para campanha do coronavírus em SC

Corporação esclarece que não liga nem pede dinheiro para ninguém.  

02/04/2020 - 07h32 - Atualizada em: 02/04/2020 - 09h11

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
A PRF esclarece que não pede dinheiro nem doações, que se trata de um golpe.
A PRF esclarece que não pede dinheiro nem doações, que se trata de um golpe.
(Foto: )

Criminosos estão tentando aplicar golpes em empresas ao se passarem por policiais rodoviários federais em Santa Catarina. Eles ligam e pedem dinheiro para ajudar na campanha contra o coronavírus. A PRF esclarece que não pede dinheiro nem doações, que se trata de um golpe.

- Isso é fake, não é verdade, a Polícia Rodoviária Federal não liga para ninguém, para nenhuma empresa pedindo dinheiro – afirmou o diretor do núcleo de comunicação da PRF Luiz Graziano.

Em site especial, saiba tudo sobre o coronavírus

Na semana passada, a corporação recebeu doações de lanches e marmitas que foram entregues a caminhoneiros com dificuldade para encontrar restaurantes abertos na beira da estrada.

Depois disso, unidades de diferentes cidades foram informadas por empresários sobre ligações com tentativas de golpe. Até a manhã desta quinta-feira (2), não havia informações sobre vítimas.

Doações costumam ser feitas nos postos da PRF por voluntários, conforme Graziano.

- Não pedimos dinheiro para campanha do coronavírus, não pedimos dinheiro para adesivo, para que o caminhão tenha trânsito livre, todas as rodovias estão liberadas. Nós não temos revista. A PRF não vende nenhum tipo de serviço, não pede doação e não recebe dinheiro. Isso é golpe – enfatizou.

Colunistas