nsc
dc

Morar Bem

Porcelanatos atraem pela versatilidade e acabamento clean dos ambientes

Peças com materiais nobres resultam em criações com funcionalidade, conforto e elegância para as superfícies internas e externas do apartamento

18/02/2021 - 14h22

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Morar bem
Porcelanato em detalhes minimalistas transmitem elegância
(Foto: )

De diferentes cores, tamanhos e texturas, as peças de porcelanato vêm ganhando os projetos de arquitetos e designers de interiores. Com materiais nobres, as peças trazem elegância e leveza para cobrir superfícies nas áreas internas e externas de casas e apartamentos. É uma ótima opção para quem pensa em uma reforma para dar um visual requintado ao lar.

Alguns porcelanatos até simulam o visual de outros materiais, como pedras e madeiras, e ainda podem receber diferentes tipos de acabamentos como polido, acetinado e para se tornar uma superfície antiderrapante.

De acordo com a arquiteta Natália Moneró Prates, de Florianópolis, o porcelanato é um produto versátil. Ele se diferencia de outros tipos de piso pela facilidade de manutenção, limpeza e durabilidade. Os formatos podem variar de peças pequenas como tijoletas até os grandes formatos, que chegam a 3m de comprimento.

— Pode ser utilizado tanto em ambientes residenciais, como em comerciais, já que não são produtos porosos e podem receber grande carga, como volume grande de pessoas em um shopping, por exemplo — explica a arquiteta

Morar Bem
Pode ser utilizado tanto em ambientes residenciais, como em comerciais
(Foto: )

Decoração

Está enganado quem acha que o porcelanato é utilizado apenas nos pisos. As peças são comuns em paredes, fachadas e até em bancadas, com cubas em porcelanato, que permitem uma estética mais uniforme, clean e muitas vezes minimalista dependendo do acabamento escolhido.

— O porcelanato tem mostrado sua versatilidade no uso em mobiliário também, como em tampos de mesa, uma grande vantagem para restaurantes, já que não absorve nenhum tipo de sujeira que pode ser gerada nesses locais — completa Prates.

Conforme o projeto do arquiteto ou designer, é possível criar composições com tipos diferentes, dependendo do ambiente, tudo na mesma casa. A atmosfera varia segundo o desejado pelo cliente, pois as possibilidades de combinações são infinitas.

A designer de interiores Gabriele Gugelmin, também da capital, ressalta que o porcelanato esmaltado é o tipo mais comum. Ele recebe um esmalte na superfície e varia o acabamento, como polido ou acetinado, e também o efeito desejado, como madeira, mármore e concreto. Já o porcelanato técnico recebe coloração tanto na base quanto na superfície do revestimento, sendo muito utilizado para produzir bancadas.O acabamento da borda pode ser retificado, apresentando um efeito reto e com isso um rejunte menor, ou o bold, onde as bordas são levemente arredondadas.

Peças para todos os bolsos, mas exigem cuidados

O material pode atender todos os tipos de consumidores, com linhas mais acessíveis e outras para um mercado mais exigente e com poder aquisitivo maior, onde são empregadas mais tecnologia e design para a criação.

É um produto de fácil manutenção e de grande durabilidade, se for bem instalado e com produtos de boa qualidade para rejunte e argamassa. Segundo a designer, o primeiro cuidado é na hora da escolha, pois o porcelanato possui diversas informações que vão direcionar em que ambiente ele deve ser utilizado.

— Mas acredito que o principal cuidado é o de limpar com os produtos adequados, como detergente ou sabão diluídos em água, e evitar que manchas fiquem por muitas horas no produto. Para os porcelanatos polidos é bem importante varrer com cerdas macias para não arranhar a superfície — orienta Gugelmin.

Morar bem
É um produto de fácil manutenção e de grande durabilidade
(Foto: )

Ela também pondera que o porcelanato tem algumas desvantagens. O coeficiente de atrito deve ser analisado. O piso polido fica escorregadio quando está em contato com a água, por exemplo. Deve ser evitado para áreas internas do box do banheiro. Ainda, a peça pode lascar ou rachar na queda de objetos.

— Ainda, por ser um piso frio, pode ser desagradável para ambientes como quartos e salas — acredita a designer.

Mesmo assim, é comum que os projetos mais novos contenham superfícies em porcelanato, proporcionando uma aparência lisa e homogênea. É considerada opção para quem busca funcionalidade e conforto com elegância, seja na sala, quarto ou banheiro.

Na hora de harmonizar com os móveis, a dica é optar pelos contrastes visuais. Alguns porcelanatos com cimento queimado combinam com projetos mais industriais, enquanto os amadeirados trazem um clima de aconchego. A partir daí, vai da criatividade e o estilo de cada profissional em conjunto com as expectativas do cliente.

Confira o especial Morar Bem

Colunistas