nsc
hora_de_sc

Alerta

Prefeitura de Florianópolis busca frequentadores de bar por suspeita de sarampo 

A Vigilância Epidemiológica da Capital solicita que pessoas que estiveram no John Bull Floripa, no dia 9 de agosto (sexta-feira), entrem em contato com o órgão 

21/08/2019 - 11h38 - Atualizada em: 21/08/2019 - 21h46

Compartilhe

Por Camila Levien

A Vigilância Epidemiológica de Florianópolis informou nesta quarta-feira (21) que houve um novo caso suspeito de sarampo entre os frequentadores da casa noturna John Bull Floripa, localizada na Lagoa da Conceição, no dia 9 de agosto. Por isso, pede que quem esteve no local neste dia faça contato com o órgão pelos fones (48) 3212 - 3910 ou (48) 3212 -3907.

A Vigilância explicou que a medida é procedimento padrão em toda a situação de suspeita. É norma realizar o levantamento de todas as pessoas que estiveram em contato com o possível doente, para que sejam tomadas medidas para barrar a transmissão do Sarampo.

Neste caso específico eles informaram que foi solicitada a lista de pagantes do evento, porém ainda falta o contato de alguns frequentadores que passaram pelo local.

A reportagem não conseguiu contato com os responsáveis pelo bar John Bull até às 12h35min, horário de fechamento dessa matéria.

Casos em Santa Catarina

De acordo com o último relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) lançado nesta segunda-feira (19), Santa Catarina possui 15 casos confirmados de sarampo, registrados entre os dias 1º de janeiro e 17 de agosto. As ocorrências estão distribuídas entre as cidades de Florianópolis (10), Guaramirim (1) e Barra Velha (1). Os outros três são de tripulantes de um navio que atracou no litoral catarinense em fevereiro.

A Dive-SC também informou que os casos confirmados até agora são classificados como importados, pois as evidências epidemiológicas demonstram que os novos casos são de pessoas que estiveram em São Paulo, onde está ocorrendo um surto da doença.

Sarampo

O sarampo é uma doença causada por um vírus que pode matar, principalmente crianças desnutridas e menores de um ano de idade. É considerada uma doença de infância, pois ocorre especialmente nos primeiros três anos de vida, com duração entre uma e duas semanas.

Leia Mais: Sintomas do sarampo podem ser mais agressivos em adultos

Porém, para os adultos tende a trazer mais transtornos. O contágio pode ser fácil, pelo ar, através da respiração, tosse ou espirros. Os principais sintomas do sarampo são: febre, tosse, coriza, aparecimento de manchas vermelhas no corpo e olhos avermelhados. Apresentando sinais e sintomas do sarampo, o serviço de saúde deve ser procurado imediatamente para que seja feito o diagnóstico e tratamento da doença.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Saúde

Colunistas