nsc

publicidade

Tecnologia

Prefeitura de Florianópolis usa drone para combater maus-tratos a animais

Com a tecnologia, a Diretoria de Bem-Estar Animal tem mais facilidade em, comprovando uma denúncia recebida, tomar as devidas providências

18/09/2019 - 08h20 - Atualizada em: 18/09/2019 - 15h46

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Na última semana, a Diretoria de Bem-Estar Animal (Dibea) utilizou um drone na verificação de uma denúncia de maus-tratos. O aparelho é uma tecnologia que oferece imagens aéreas de um determinado local.

A instituição, que recebe uma média de 10 denúncias de maus-tratos por dia, nem sempre consegue chegar ao local da denúncia e comprovar o que houve, seja pela dificuldade no acesso ao local ou pelo impedimento do morador.

Mas agora, com a novidade, mesmo que a equipe de protetores não consiga entrar no local, é possível verificar o estado do animal e então, assim que comprovada uma situação ruim, resgatá-lo. O equipamento também vem sendo utilizado no combate da dengue.

Animais sofrem em lares ou nas ruas

dilvugação/DIBEA
O animalzinho estava muito machucado quando foi encontrado
(Foto: )

Na terça-feira (17), a Dibea recebeu um pedido de resgate de um cão pequeno que teria sido atacado por dois outros cachorros de porte grande no Sul da Ilha. Chegando no local, a Dibea confirmou a gravidade do estado do animal e acionou o socorro da Guarda Municipal, que atendeu a ocorrência e encaminhou o animal à uma clínica veterinária do Estreito.

DIBEA/divulgação
(Foto: )

Agora, Sirene - como foi batizado pela Guarda Municipal - está se recuperando na clínica e será encaminhado à Dibea assim que estiver saudável e aguardará seus donos ou alguém que queira adotá-lo.

Que tal adotar um animalzinho? Conheça o Adote um Amor, quadro do NSC Total comprometido com a causa animal em SC.

Deixe seu comentário:

publicidade