nsc
    dc

    Rússia

    Prefeitura de Moscou prolonga férias escolares devido à Covid-19

    A decisão foi tomada após o aumento de casos na capital russa desde o início de setembro

    29/09/2020 - 16h19

    Compartilhe

    Por AFP
    Moscou registrou 2.300 casos de infecção por coronavírus nesta terça-feira
    Moscou registrou 2.300 casos de infecção por coronavírus nesta terça-feira
    (Foto: )

    O prefeito de Moscou, Sergei Sobianine, anunciou nesta terça-feira (29) sua decisão de estender as férias escolares por mais uma semana para conter a disseminação do coronavírus, já que os casos aumentaram de forma acentuada na capital russa desde o início de setembro.

    > Rússia anuncia produção de primeiro lote de vacina contra o coronavírus

    As férias nas escolas moscovitas, que deviam começar na próxima segunda-feira e durar uma semana, vão se estender de 5 a 18 de outubro, "levando-se em consideração as recomendações das autoridades sanitárias (...) e o aumento dos casos de covid-19", disse Sobianine em um comunicado.

    A decisão foi tomada "para evitar o contato excessivo e não expor as crianças ao risco de doenças", explicou.

    > Confira a charge do Zé Dassilva sobre a vacina russa

    "O melhor seria passar essas férias em casa, ou em sua residência secundária" no campo, acrescentou o prefeito de Moscou, pedindo aos alunos que evitem os shoppings e deem um passeio no pátio de seu prédio, ou no parque mais próximo.

    A Rússia registrou oficialmente 8.232 casos de infecção por coronavírus na terça-feira, dos quais 2.300 em Moscou.

    A cidade de Moscou, que enfrenta um novo aumento das infecções por coronavírus como vem acontecendo em outras partes da Europa, já pediu aos idosos para se confinarem na semana passada. Também pediu às empresas que priorizem o trabalho remoto. Até o momento, 1.167.805 casos de coronavírus foram registrados na Rússia, com 20.545 óbitos.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas