nsc
hora_de_sc

Jogo de sorte

Prêmios de loterias 'esquecidos' na Caixa somam R$ 312 milhões em 2020

Quando o valor não é resgatado pelo vencedor, o dinheiro é repassado integralmente ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)

26/01/2021 - 11h49

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Prêmios esquecidos nas loterias são repassados ao Fies
Prêmios esquecidos nas loterias são repassados ao Fies
(Foto: )

Quase R$ 312 milhões em prêmios de loterias não foram resgatados pelos vencedores em 2020, segundo dados da Caixa Econômica Federal. Por mais que pareça impossível um apostador não buscar o valor ganho, os prêmios esquecidos no fundo da Caixa somam R$ 1,62 bilhão nos últimos cinco anos.

> Aposta de São José leva prêmio de R$ 1,6 milhão na Lotofácil

> Mega da Virada: apostas de Santa Catarina entre as premiadas na edição especial

A quantia esquecida inclui nove loterias: Mega-Sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Federal. O valor é destinado integralmente ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 

A quantia não resgatada em 2020 é a menor dos últimos cinco anos. Em 2018, o ano em que mais pessoas esqueceram seus prêmios, mais de R$ 332 milhões ficaram na Caixa. 

Qual é o destino do dinheiro 'esquecido nas loterias'?

Os prêmios das loterias precisam ser retirados em até 90 dias pelos vencedores. Caso o apostador não vá buscar, o valor é repassado ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). 

O programa possibilita que estudantes cheguem ao nível superior da rede privada por meio de financiamentos. Criado em 1999, o Fies tem como meta facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Neste ano, as inscrições podem ser feitas entre os dias 26 e 29 de janeiro.

*Com supervisão de Raquel Vieira

Leia também:

Moradores fazem limpeza das casas na Lagoa da Conceição

Investigação apura desleixo da Casan em rompimento de lagoa

Vídeo: cratera se abre e interdita trecho da BR-280 em Mafra

Colunistas