nsc
dc

Eleições 2020

Presidente do TRE-SC reforça regras para votação e diz que ‘fake news não vão atrapalhar eleições’

Desembargador Jaime Ramos concedeu entrevista à NSC TV na manhã desta terça (10)

10/11/2020 - 08h24

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Jaime Ramos
Desembargador Jaime Ramos, presidente do TRE-SC
(Foto: )

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC), desembargador Jaime Ramos, reforçou as regras para a votação nas Eleições 2020, que ocorrem neste domingo (15), e também destacou o trabalho da Justiça Eleitoral no combate a irregularidades, durante entrevista nesta terça (10) ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV.

> Em site especial, saiba tudo sobre as eleições municipais 2020

> Eleições 2020: data, prazos e regras do calendário eleitoral

Ramos enfatizou as medidas sanitárias que devem ser adotadas no pleito, que acontece em meio à pandemia de coronavírus. Entre elas, estão o uso obrigatório da máscara, a necessidade de distanciamento mínimo entre eleitores e a proibição de aglomerações.

— Eu costumo dizer o seguinte:quando você vai ao supermercado, você é obrigado a cumprir as regras, senão você não entra no recinto, quando você vai na farmácia, no shopping. É a mesma coisa na sessão eleitoral. O eleitor não pode chegar lá sem máscara, desrespeitando as normas eleitorais e sanitárias — afirmou.

O presidente do TRE-SC também lembrou que os eleitores que estiverem com sintomas de Covid-19 não devem sair de casa para votar. A ausência pode ser justificada pela internet, no site do Tribunal Regional Eleitoral.

> "Estamos nos preparando para o enfrentamento à desinformação", diz presidente do TRE-SC sobre eleições 2020

Ainda na entrevista, Ramos falou sobre o “acirramento de ânimos” às vésperas do pleito. Segundo ele, é comum que isso ocorra mais intensamente nas eleições municipais. O presidente disse que o órgão acompanha as situações e que os juízos e as polícias estão atentos para resolver possíveis problemas “da melhor forma possível”.

— É importante desde logo dizer que as fake news não vão atrapalhar as eleições municipais de 2020, que não haverá adiamento, só o Congresso Nacional pode adiar eleições, que o voto é obrigatório, que as pessoas precisam estar presentes para votar e que não cabe votação por correio, como aconteceu nos Estados Unidos — reforçou.

Colunistas