nsc

    Em alta

    Procon SC e MPSC estudam providências ao aumento de até 52% no preço do leite: "Inadmissível"

    Valor do produto sobe nos supermercados de Santa Catarina e empresas são notificadas

    25/03/2020 - 15h42

    Compartilhe

    Kadu
    Por Kadu Reis
    Leite tem aumento de até 52% em Santa Catarina
    Leite tem aumento de até 52% em Santa Catarina
    (Foto: )

    Procon SC e Ministério Público de Santa Catarina se reúnem nesta quarta-feira (25) para definir ações visando a contenção no aumento do preço do leite. O Estado registra uma subida de até 52% no valor do produto e três empresas já foram notificadas. A indústria do setor afirma ser uma "coincidência" o reajuste no período da pandemia de coronavírus.

    Em site especial, saiba tudo sobre o coronavírus

    O diretor do Procon SC, Tiago Silva, e o promotor de justiça Eduardo Paladino, presidente do Conselho Consultivo do Centro de Apoio Operacional do Consumidor (CCO), do Ministério Público de Santa Catarina, participam da reunião. A ideia é ajuizar ações contra empresas com aumento abusivo no valor do leite. Silva considera inadmissível o reajuste.

    — Não existe na situação que estamos passando um aumento que se justifique de 52%. Nós constatamos aumento de 52%. É inadmissível, tanto que notificamos. Ainda hoje me reúno com o promotor Eduardo Paladino para tomarmos providências. Não se justifica repassar este aumento ao consumidor. Eu já fiz a notificação e peço que o Ministério Público possa ajuizar uma ação com pedido de urgência — afirma o diretor do Procon SC.

    O Sindicato das Indústrias de Laticínios de SC (Sindileite) se manifestou sobre o tema em nota assinada pelo presidente Valter Antônio Brandalise. A entidade garante que o setor sofre impactos pela estiagem e entressafra, o que levou a uma redução de 20% na produção do leite UHT. Brandalise ainda analisa que os reajustes são naturais neste período do ano.

    Conforme o órgão estadual de defesa do consumidor, os preços dos demais ítens se mantém na média até o atual momento da pandemia de coronavírus. O Procon SC observa ainda o comportamento dos postos de gasolina na expectativa de repasse aos consumidores do corte de preço anunciado pela Petrobras. O valor tem baixa de 40% no ano.

    Acompanhe as informações sobre a pandemia de coronavírus no NSC Total

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Economia

    Colunistas