nsc
    dc

    Daniel Leipnitz

    Produtividade de Santa Catarina é a maior do Brasil em TI, segundo relatório da Acate

    Estado possui mais de 15,7 mil empreendedores e 51,8 mil colaboradores trabalhando e acreditando no potencial do setor de Tecnologia da Informação

    21/08/2019 - 13h23

    Compartilhe

    Por Tech SC
    (Foto: )

    (Foto: )

    Durante a semana passada, Florianópolis recebeu a segunda edição do Startup Summit, evento voltado a empreendedores de tecnologia, realizado pelo Sebrae/SC e pela Associação Catarinense de Tecnologia (Acate). No evento, eu tive a honra de representar a associação. Convidei o público de mais de 3,5 mil pessoas a participar e aproveitar o máximo da experiência, como o painel com a colega Luiza Zambrana, da ABStartups, sobre Dados do Ecossistema Brasileiro de Startups, em que foi lançado o Tech Report 2019.

    Esta edição do estudo traz alguns números relevantes que mostram o reflexo do trabalho que vem sendo feito pelos atores do ecossistema catarinense de tecnologia e inovação na construção de ambientes cada vez mais favoráveis ao desenvolvimento de empresas. Parafraseando a colega Luiza, head de inovação e inteligência na ABStartups, empreendedores e ideias inovadoras podem surgir em qualquer lugar, mas elas somente poderão prosperar onde houver um ecossistema propício. Os dados do estudo serão apresentados de forma oficial pela Acate em evento nesta quarta-feira (21) na inauguração do novo Centro de Inovação São José da Acate.

    E hoje vemos em Santa Catarina exatamente este ambiente. Já somos mais de 15,7 mil empreendedores e 51,8 mil colaboradores trabalhando e acreditando no potencial do setor de Tecnologia da Informação (TI) no Estado. São pessoas de todas as mesorregiões, com maior participação da Grande Florianópolis, com 16,5 mil colaboradores, Vale do Itajaí, com 10,3 mil, e Norte, com 9,8 mil.

    Esses empresários foram os responsáveis pelo crescimento do número de empresas em Santa Catarina de 6.179 em 2014 para 11.274 em 2018, posicionando a Capital como o segundo município no Brasil em densidade de empresas de tecnologia. São 4,9 empresas para cada mil habitantes em Florianópolis, enquanto que o primeiro maior é São Paulo com 5,6.

    Pelo que pudemos observar ao longo das pesquisas, o que mais contribui para este diferencial do Estado são os números relacionados à educação e à especialização do segmento: somos o segundo estado do Brasil com maior percentual de alunos do ensino superior matriculados em cursos voltados à tecnologia.

    Dos 233 mil estudantes ativos, 44 mil (19%) estudam e projetam carreiras na área da tecnologia. Isso nos leva a um alto nível de especialização, mas que vai além da qualificação técnica. Santa Catarina é o único estado que possui mais da metade das ocupações In Core (54%), ou seja, especializados em tecnologia que trabalham em empresas cujo produto ou serviço final é de tecnologia.

    O oposto comparativo seriam os colaboradores In House, que são especializados em tecnologia, mas atuam em empresas de diversos segmentos operando a parte de TI. São aspectos que, com certeza, foram e são fomentados pelo desenvolvimento que agentes do ecossistema proporcionam aos empreendedores, como a Acate, levando Florianópolis e Santa Catarina cada vez mais para o mundo.

    *Daniel Leipnitz é presidente da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate)

    Tech SC: fique por dentro do universo da tecnologia em Santa Catarina​​​​

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas