nsc
santa

Reconhecimento

Professoras de creches de Blumenau ganham prêmio nacional por práticas durante a pandemia

Durante a pandemia, professoras usaram a criatividade para conseguir contribuir com a educação dos pequenos

02/04/2021 - 10h11 - Atualizada em: 02/04/2021 - 13h44

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Projeto "Flor do Afeto", da professora Zilda Alves, foi um dos premiados
Prática "Flor do Afeto", da professora Zilda Alves, foi uma das premiadas
(Foto: )

Professoras de duas creches de Blumenau estão entre os vencedores do Prêmio Educação Infantil: Boas Práticas de Professores Durante a Pandemia, lançado nacionalmente no final do ano passado. Zilda Alves e Raquellen Milbratz mostraram as ações que desenvolveram para poder educar em meio à pandemia do coronavírus e driblar a falta de contato com as crianças.

> Receba todas as notícias de Blumenau e região no seu WhatsApp. Clique aqui.

O resultado foi divulgado nesta semana. Santa Catarina foi o segundo Estado mais premiado, perdendo apenas para São Paulo. Entre os 13 professores catarinenses estão Zilda, que atua no CEI Professora Teresa de Araújo, do bairro Ribeirão Fresco, e Raquellen, do CEI Emma Tribess. Foram mais de 700 inscritos no país inteiro.

Zilda levou a “Flor do Afeto” para análise da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e a Fundação Itaú Social, responsáveis pelo prêmio. Com a participação de outras duas professoras, foram feitos vasos com caixas de leite para que as crianças pudessem cuidar das plantas distribuídas pela professora. Laços foram estreitados e os dias dos pequenos ganharam mais cores e aprendizado.

Já Raquellen adaptou as interações que havia programado para o ambiente de ensino para dentro de casa. Com a ajuda da tecnologia e das famílias, levou atividades de percepções visuais, auditivas e táteis para os alunos de 0 a 2 anos para o interior de cada lar. Leituras de histórias, apresentação de fantoches e jogos não faltaram, mesmo a distância.

— A premiação evidencia ainda mais o trabalho imprescindível dos nossos professores no desenvolvimento das crianças na etapa das creches e pré-escolas — comemorou a secretária de Educação, Patrícia Lueders.

As professoras ganharam R$ 1.000 e um curso sobre a Base Nacional Comum Curricular.

Colunistas