A Marinha do Brasil emitiu um alerta na noite desta quinta-feira (15) para a formação em alto mar do primeiro ciclone subtropical de 2024. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o sistema está a 235 km da costa do Rio de Janeiro e deve atingir especialmente a região sudeste do Brasil nesta sexta-feira (16), provocando fortes ventos e chuvas intensas.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Conforme o comunicado emitido pela Marinha, a depressão subtropical está sendo formada no litoral brasileiro e atinge Belém, Fortaleza, Natal, Olinda, Salvador, Vitória, Rio de Janeiro, Santos e Paraná. 

Como são formados os raios, fenômenos que fascinam desde os primórdios da humanidade

Entretanto, sendo o inmet, a região da Costa Verde, incluindo os municípios de Angra dos Reis e Paraty, são os principais pontos de atenção para a passagem do sistema que pode se tornar um ciclone subtropical. 

Continua depois da publicidade

De acordo com o meteorologista Marcelo Martins, da Epagri/Ciram, o sistema provoca chuva no litoral e agitação em alto mar. No momento, a estação monitora os efeitos em Santa Catarina. 

Veja como o ciclone se forma e seus efeitos

Ventos de até 83 km/h 

Em caso de persistência das condições atmosféricas e da intensificação do vento, o ciclone pode ser classificado como tempestade subtropical, podendo provocar ventos de até 83 km/h até a noite da próxima terça-feira (20), informou o Inmet. 

Segundo a Marinha, a última depressão subtropical foi registrada entre os dias 6 e 9 de janeiro de 2023. Já a última tempestade subtropical foi a Yakecan, em meados de maio de 2022.

Continua depois da publicidade

Leia mais

Grande Florianópolis contabiliza 440 casos de violência contra a mulher em pouco mais de um mês

Programa Terra Boa 2024 vai beneficiar 66 mil agricultores de SC

Destaques do NSC Total