nsc
    dc

    Social Good Brasil 

    Quais são as competências do profissional do futuro?  

     Na era das tecnologias exponenciais, as habilidades interpessoais serão ainda mais valorizadas 

    06/09/2019 - 16h02 - Atualizada em: 09/09/2019 - 12h41

    Compartilhe

    Estúdio
    Por Estúdio NSC
    Quais são as competências do profissional do futuro?
    (Foto: )

    As novas tecnologias estão substituindo muitos empregos — principalmente aqueles que envolvem atividades mecânicas e repetitivas. É fato que, no contexto da chamada Quarta Revolução Industrial, grande parte das profissões deve passar por uma profunda transformação e, algumas poderão deixar de existir nos próximos anos. No entanto, novas surgirão, exigindo do profissional do futuro não apenas conhecimento técnico, mas também habilidades inerentes aos humanos, como por exemplo: criatividade, pensamento crítico, inteligência emocional e empatia. Afinal, são elas que nos diferenciam das máquinas.

    Embora alguns empregos estejam ameaçados devido ao rápido avanço tecnológico, há uma perspectiva positiva com relação às mudanças em curso. Hoje, a quantidade de empregos criados com a tecnologia é maior em comparação aos extintos. Para se ter uma ideia, somente o mercado de Big Data deve gerar 10 milhões de oportunidades de trabalho em todo mundo na próxima década.

    Relatório do Fórum Econômico Mundial sobre o futuro dos trabalhos, revela que muitas competências do profissional do futuro estão associadas às habilidades interpessoais (soft skills). Essas competências são essenciais para estabelecer relações de colaboração entre pessoas em um ambiente cada vez mais dinâmico e complexo, unindo tecnologia ao potencial humano.

    Conheça as habilidades e competências do profissional do futuro

    Entre as características mais valorizadas pelas organizações neste novo contexto, estão as competências comportamentais. Entenda quais são e como desenvolver habilidades essenciais do profissional do futuro.

    Capacidade de resolver problemas complexos

    O profissional do futuro deve ser capaz impactar positivamente a sociedade por meio do uso de tecnologias disruptivas. Por isso, além da criatividade — competência essencial para promover inovação para resolução de problemas complexos — o profissional do futuro deve desenvolver também a empatia. Habilidade de compreender o outro, ampliando a sua percepção a partir de diferentes pontos de vista e exercendo a escuta ativa para criar soluções tecnológicas com uma abordagem humanizada.

    Habilidade para lidar com dados e novas tecnologias

    Os dados são o novo petróleo. O mercado de análise de big data deve movimentar cerca de 4 bilhões até 2023. Essa tendência deve permanecer em alta nos próximos anos devido a capacidade cada vez maior de reunir e analisar um grande volume de dados gerados em alta velocidade e com tamanha variedade.

    Pelo fato de desenvolverem uma visão estratégica orientada por dados, cientistas de dados podem agregar seu conhecimento técnico sobre dados e tecnologia às competências interpessoais para melhorar a vida em sociedade, utilizando dados para o bem.

    Inteligência emocional

    Lidar com sentimentos e emoções é uma das habilidades mais necessárias para o profissional do futuro. Isso porque, a inteligência emocional permite que tenhamos um controle maior para lidar com as mudanças complexas do mundo moderno.

    É a habilidade determinante para identificar se o profissional terá um bom desempenho e capacidade de liderança para construir soluções colaborativamente.

    Liderança

    Líderes do futuro devem desenvolver a habilidade de empoderar pessoas e humanizar organizações. Inspirando, conectando e estimulando o protagonismo para promover inovação com propósito.

    Isso somente é possível adotando uma mentalidade humanizada frente aos desafios da sociedade e compreendendo a importância do desenvolvimento dessas competências nas interações humanas no ambiente corporativo.

    Para ampliar a rede de líderes que tenham as competências essenciais do profissional do futuro, o Social Good Brasil promove o Programa de Fellows. Projeto para desenvolvimento de liderança engajada com propósito para inovar aliando as competências humanas às tecnologias. Além disso, a organização realiza anualmente o Festival SGB, encontro que conecta inovação, competências do futuro e tecnologias para bem comum.

    As inscrições para o Festival SGB 2019 estão abertas. Para garantir uma vaga no maior evento de inspiração para impacto positivo no país, basta fazer uma doação de qualquer valor e participar de experiências memoráveis.

    Sobre o Festival SGB

    O Festival SGB é promovido pelo Social Good Brasil, organização precursora do incentivo ao uso de tecnologias e competências humanas para o bem comum. Alguns dos temas abordados na 8ª edição do evento são: tendências em dados e tecnologia, competências do futuro, sustentabilidade, diversidade e equidade, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, inovação para o bem comum, entre outros.

    O encontro acontecerá pela primeira vez no SESC Cacupé, em Florianópolis nos dias 27 e 28 de setembro. Para mais informações, acesse o site.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Economia

    Colunistas