nsc
dc

Cães e gatos

Quarenta animais com suspeita de maus-tratos são resgatados de casa em Criciúma

Eles estavam magros e foram acolhidos por uma ONG de proteção animal 

14/02/2020 - 17h12 - Atualizada em: 14/02/2020 - 17h18

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
cachorro
Animais foram resgatadas e vão para lares temporários até serem adotados
(Foto: )

Quarenta animais com suspeita de maus-tratos foram resgatados de uma casa em Criciúma, no Sul de Santa Catarina. Os 37 cachorros e três gatos apresentavam sinais de subnutrição e estavam em local inadequado. Com o apoio das polícias Militar e Civil, voluntários e a Fundação do Meio Ambiente de Criciúma (Famcri) recolheram os animais.

A casa onde os cães e gatos estavam fica no bairro Progresso, e a proprietária poderá responder pelo crime de maus-tratos. A mulher de 56 anos disse que não tinha condições de tratar os animais, e por isso eles estavam sem o cuidado adequado. A Famcri chegou até o local após receber denúncias de protetores de animais.

A presidente da Famcri Anequésselen Bitencourt Fortunato explica que a vistoria conjunta é importante para que todas as situações envolvidas nas esferas administrativa, civil e criminal possam ser analisadas. A parceria com os protetores de animais também é primordial, pois são os responsáveis por acolher os bichinhos até que eles possam ir para um novo lar.

De acordo com a Famcri, o crime de maus tratos de animais pode render detenção de seis meses a um ano e multa de R$ 500 a R$ 3 mil por cada animal. Nesse caso, haverá investigação do Ministério Público. Interessados em adotar os cães e gatos resgatados podem entrar em contato pelo telefone (48) 99950.4440.

Denúncias de maus-tratos em Criciúma

Denúncias de maus-tratos podem ser feitas através do registro de Boletim de Ocorrência em uma Delegacia de Polícia, para que o caso seja averiguado. É importante ter o máximo de provas possíveis como o laudo de um veterinário, fotos, filmagens ou outra pessoa que possa testemunhar, e tudo pode ser feito de maneira sigilosa. Em Criciúma, a Famcri também recebe denúncias pelos telefones 156 ou (48) 3445-8811.

cachorro
Interessados em adotar podem entrar em contato pelo telefone (48) 99950.4440.
(Foto: )

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

Colunistas