nsc
    dc

    Pouca chuva

    Quatro municípios do Oeste de SC decretam emergência pela estiagem 

    Concórdia, Mondaí, São João do Oeste e Riqueza enfrentam problemas de abastecimento no interior

    16/03/2020 - 16h25 - Atualizada em: 16/03/2020 - 16h40

    Compartilhe

    Darci
    Por Darci Debona
    Cerca de 200 mil litros de água por dia são transportados em Concórdia
    Cerca de 60 propriedades de Concórdia estão sendo abastecidas por caminhão-pipa
    (Foto: )

    Pelo menos quatro municípios do Oeste de Santa Catarina já decretaram situação de emergência devido à estiagem: Concórdia, Mondaí, Riqueza e São João do Oeste. Em Concórdia, onde não chove desde do dia 26 de fevereiro, o prefeito Rogério Pacheco disse que iria assinar o decreto até o final da tarde desta segunda-feira.

    O município já transporta mais de 200 mil litros de água por dia e, desde a semana passada, são três caminhões que fazem cerca de 20 viagens por dia. O número de propriedades abastecidas aumentou de 40 para 60 em apenas uma semana.

    - Nosso maior problema é no meio rural. Na área urbana a Casan ainda está conseguindo dar conta mas precisamos sensibilizar a sociedade para que evite o desperdício, senão poderemos ter racionamento. Com o decreto também queremos buscar recursos para instalação de mais cisternas no meio rural – disse o prefeito, Rogério Pacheco.

    O secretário de Agricultura de Concórdia, Mauro Martini, disse que há perdas de 30 a 35% na produção de milho , tanto para grão quanto para silagem.

    A BRF também está transportando água desde o mês passado, do lago de Itá, para abastecer seus reservatórios. São 35 caminhões, com capacidade de 38 mil litros, que fazem seis viagens por dia, cada um.

    Em São João do Oeste o decreto foi assinado na sexta-feira, após reunião da Defesa Civil. Foram credenciados caminhões de empresas e tratores com tanques que receberão subsídio para transporte de água aos agricultores. Na área urbana o abastecimento ainda é normal.

    Riqueza também teve o decreto de emergência assinado na sexta-feira.

    Em Mondaí o decreto foi assinado há dez dias. Lá choveu 283 milímetros no ano, enquanto ao média seria de 450 milímetros. Também há transporte de água para propriedades do interior e perdas de 30% nas lavouras de soja, milho e feijão. O desenvolvimento das pastagens também foi prejudicado, o que está afetando a produção de leite.

    Os municípios atingidos são todos próximos da divisa com o Rio Grande do Sul, que foi bastante afetado pela estiagem neste verão.

    De acordo com o meteorologista da NSC, Leandro Puchalski, há previsão de chuva na próxima semana.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas