nsc
dc

publicidade

África

Queda de avião militar deixa mais de 250 mortos na Argélia

Dezenas de ambulâncias e veículos do corpo de bombeiros foram enviados para o local da tragédia. Vítimas eram em sua maioria membros do Exército Nacional Popular

11/04/2018 - 09h11 - Atualizada em: 21/06/2019 - 21h17

Compartilhe

Por Redação NSC
Segundo Ministério da Defesa, não há sobreviventes no acidente
Segundo Ministério da Defesa, não há sobreviventes no acidente
(Foto: )

Um avião militar com mais de 250 pessoas a bordo caiu pouco depois da decolagem perto da base aérea de Boufarik, a 25 quilômetros de Argel, capital da Argélia, nesta quarta-feira (11). Segundo o Ministério da Defesa argelino, pelo menos 257 pessoas morreram, a maioria militares.

Entre os mortos estão são 10 membros da tripulação e 247 passageiros, "a maioria pessoal do Exército Nacional Popular e seus familiares", explicou o ministério, que assegurou que não há sobreviventes.

O avião de transporte Ilyushin II-76 caiu em um campo muito próximo à base. Dezenas de ambulâncias e veículos do corpo de bombeiros foram enviados para o local da tragédia. Canais de televisão locais exibiam imagens do avião em chamas.

O vice-ministro da Defesa e chefe do Estado Maior do Exército Nacional Popular (ANP, Forças Armadas da Argélia), o general Ahmed Gaïd Salah, foi ao local do acidente e ordenou o "estabelecimento imediato de uma comissão de inquérito para determinar as circunstâncias do acidente".

Em fevereiro de 2014, 77 pessoas — militares e seus parentes — morreram na queda de um Hercules C-130 do exército argelino a 500 km da capital Argel. Apenas uma pessoa sobreviveu ao acidente, que o Ministério da Defesa atribuiu na época às más condições meteorológicas.

Aeronave que caiu era do modelo Ilyushin II-76, semelhante ao da imagem acima
Aeronave que caiu era do modelo Ilyushin II-76, semelhante ao da imagem acima
(Foto: )

Leia mais notícias no Diário Catarinense

Deixe seu comentário:

Últimas notícias

Loading interface... Todas de Cotidiano

publicidade

Colunistas

    publicidade

    publicidade

    publicidade