nsc

Imunização

"Quem não toma a vacina escolhe a doença", diz infectologista de Joinville

Luiz Henrique Melo falou sobre a vacinação contra Covid-19 em Joinville; imunidade pode chegar a 95%

08/06/2021 - 17h42 - Atualizada em: 08/06/2021 - 18h26

Compartilhe

Jean
Por Jean Patrick
Vacina
Não há registros de óbitos em Joinville por pessoas que foram vacinadas com as duas doses
(Foto: )

As chances de se adquirir Covid-19 de forma leve após a vacinação pode chegar a 49%. A afirmação foi feita pelo infectologista Luiz Henrique Melo, coordenador da Vigilância em Saúde de Joinville em entrevista à CBN Joinville nesta Terça-feira (8). A porcentagem é para quem se imunizou com a Coronavac, quem toma a Pfizer tem chance de 5% e para aqueles que tomaram a Astrazeneza o número chega a 25%.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Os dados mostram a importância de respeitar as medidas restritivas, principalmente o uso de máscaras.

- Para que nós possamos abandonar as máscaras, nós deveremos chegar a um nível de vacinação igual aos EUA, de aproximadamente 60% da população – disse o médico.

Luiz Henrique Melo disse que não há casos em Joinville de pessoas que tenham tomado a vacina e que vieram a óbito. Por isso a vacinação é a principal arma para que as mortes diminuam.

- Quando você não toma vacina, você escolhe a doença. E a doença em Joinville levou a milhares de internações e mil e quinhentas mortes. E com a vacina não tivemos nenhum óbito relacionado a ela – destaca.

Ouça a entrevista completa:

Colunistas