nsc
dc

Política

Regina Duarte deixa o comando da Secretaria de Cultura do governo Bolsonaro

Anúncio foi feito pelo presidente Bolsonaro em rede social

20/05/2020 - 09h10 - Atualizada em: 20/05/2020 - 15h06

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
cultura
Regina Duarte e o presidente Jair Bolsonaro anunciaram em vídeo a saída da secretaria
(Foto: )

A atriz Regina Duarte deixou nesta quarta-feira (20) o comando da secretaria especial de Cultura. A saída dela foi informada pelo presidente Jair Bolsonaro, em publicação nas redes sociais. Regina havia assumido a pasta em 4 de março, com a missão de “pacificar” o setor.

Na publicação, Bolsonaro afirmou que a atriz assumirá a Cinemateca Brasileira, em São Paulo. A instituição responsável pela preservação da produção audiovisual brasileira e é vinculada à Secretaria da Cultura.

"Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP. Nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias", afirmou Bolsonaro.

No mesmo vídeo, Regina questiona o presidente se está sendo 'fritada' por ela, e Bolsonaro diz que jamais faria isso. A atriz disse que ganha um presente duplo com a mudança: vai assumir a Cinemateca e ficar perto da família.

“Acabo de ganhar um presente, que é o sonho de toda pessoa de comunicação, de audiovisual, de cinema, de teatro. Um convite para fazer Cinemateca, que é um braço da cultura que funciona em São Paulo. É um museu de toda filmografia brasileira. Ficar ali, secretariando o governo, dentro da Cultura na Cinemateca. Pode ter presente melhor que esse? Obrigada, presidente!” declarou.

O nome do indicado a ocupar a Secretaria Especial de Cultura ainda não foi anunciado.

Leia mais

Filho de Plínio Marcos pede para Regina Duarte retirar foto do dramaturgo de suas redes sociais

Regina Duarte interrompe entrevista em TV ao ouvir críticas à sua gestão

Colunistas