O ano de 2023 não foi nada fácil para a Seleção Brasileira. Depois da eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo de 2022, o futebol masculino do Brasil passou por momentos conturbados dentro e fora de campo. Além disso, o Brasil atingiu a pior posição no ranking da Fifa dos últimos sete anos, ficando em 5º lugar na lista.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Trocas de técnicos, derrotas e crise política dentro da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) marcaram o ano da Seleção. Antes do ano acabar, a entidade ainda perdeu a chance de trazer Carlo Ancelotti para treinar o time brasileiro. O técnico italiano renovou com o Real Madrid por mais dois anos.

Saída de Tite e a passagem de Ramon Menezes

Em janeiro de 2023, Tite anunciou oficialmente que não era mais o técnico da seleção brasileira. O gaúcho deixava o time depois de seis anos e 81 jogos. Durante o tempo que comandou o Brasil, Tite teve 80,2% de aproveitamento, foi campeão da Copa América em 2019 e vice em 2021.

Continua depois da publicidade

Na data Fifa de março, Ramon Menezes assumiu de forma interina a Seleção. Sua primeira função foi convocar os jogadores para o amistoso contra o Marrocos em 25 de março. O Brasil perdeu o amistoso por 2 a 1.

Ramon teve um desempenho fraco como interino, com uma vitória e duas derrotas em três jogos. O Brasil venceu Guiné em 17 de junho por 4 a 1, mas perdeu por 4 a 2 para a seleção de Senegal, no dia 20 de junho.

Chegada de Fernando Diniz à Seleção Brasileira

Na metade do ano, a CBF ainda especulava a vinda de técnicos estrangeiros para dirigir o Brasil. O nome de Carlo Ancelotti, do Real Madrid, era dado como certo e a entidade só aguardava o fim do seu contrato com o time espanhol.

Em julho, a CBF anunciou Fernando Diniz como novo treinador da Seleção Brasileira. O técnico do Fluminense assinou com a confederação por um ano. Em setembro ele fez sua estreia, na partida contra a Bolívia pela rodada inicial das Eliminatórias da Copa do Mundo.

Continua depois da publicidade

A campanha do Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo 2026

No dia 8 de setembro, o Brasil começou sua campanha nas Eliminatórias contra a Bolívia. A Seleção começou com uma empolgante vitória de 5 a 1. Logo em seguida, contra o Peru, o time de Diniz venceu por 1 a 0.

Um mês depois, no dia 12 de outubro, o Brasil empatou com a Venezuela em 1 a 1 e começou a preocupar a torcida. O estilo Diniz parecia não se encaixar com o estilo dos jogadores brasileiros.

No dia 17 de outubro, a Seleção começava uma sequência inédita de três derrotas consecutivas em Eliminatórias da Copa do Mundo. A derrota por 2 a 0 para o Uruguai também ficou marcada pela lesão no joelho de Neymar, que vai ficar meses afastado do futebol e não vai disputar a Copa América em 2024.

Os dois últimos compromissos do Brasil no ano foram marcados por derrotas de 2 a 1 para a Colômbia e por 1 a 0 para a Argentina, no Maracanã lotado.

Continua depois da publicidade

Crise na CBF

Conforme o fim de 2023 se aproximava, a CBF entrou em uma crise de gestão, que envolveu a destituição do presidente Ednaldo Rodrigues pela justiça. A entidade pediu anulação da decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), mas sem sucesso.

Em dezembro, a FIFA e a Conmebol divulgaram um documento em conjunto, alertando que o Brasil poderia ficar de fora de competições internacionais caso a intervenção jurídica na CBF se mantenha.

Uma nova carta foi enviada pela Fifa e pela Conmebol informando que representantes das entidades estarão no Brasil no dia 8 de janeiro de 2023. As entidades alertaram que a confederação não deve realizar eleições sem autorização.

Os desafios da Seleção Brasileira em 2024

O próximo ano promete muitos desafios para a Seleção Brasileira. Em 20 de junho começa a fase de grupos da Copa América 2024. O Brasil está na Chave D, ao lado de Colômbia e Paraguai, e um outro país convidado, que pode ser Costa Rica ou Honduras.

Continua depois da publicidade

Em setembro, o Brasil começa novamenta mais uma rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo 2026. Os adversários serão na sequência Equador, Paraguai, Chile, Peru, Venezuela e Uruguai.

Resultados da Seleção Brasileira em 2023

Assista também

*Pablo Brito é estagiário sob a supervisão de Diogo Maçaneiro

Gol incrível: brasileiro cobra falta a 130 km/h e é comparado a Roberto Carlos, veja

Da Copa do Mundo ao Bola de Ouro: um retrospecto do ano de Lionel Messi

Catarinenses nos Jogos Pan-Americanos 2023: veja lista completa dos medalhistas

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC

Destaques do NSC Total