O número de resgate de animais silvestres em áreas residenciais de Jaraguá do Sul teve uma redução de aproximadamente 40% no primeiro trimestre de 2023, em relação ao ano passado. Os dados são do Programa Resgate de Fauna da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama).

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Conforme os dados, neste ano, já foram registrados 180 resgates, sendo dois de animais em perigo de extinção – um gato-do-mato-pequeno e um filhote de paca.

AN 100 anos

Para Christian Raboch Lempek, biólogo da Fujama, não há fatores específicos que indiquem o porquê da queda nos casos.

Continua depois da publicidade

— Normalmente, pode estar associado ao fato do pessoal ligar mais ou aparecer menos bicho. Não tem nada haver com algum evento ambiental que influencie nessa redução — disse.

— Ainda, é um número bem expressivo, em torno de dois resgates por dia — acrescentou.

Segundo o biólogo, a estação de outono faz com que comece a diminuir o resgate de répteis, como cobras e lagartos. 

— Por serem animais de sangue frio eles começam a ficar mais parados, muitas vezes procuram uma toca para passar o inverno. Isso faz com que diminua o número de ocorrências envolvendo estas espécies — afirmou.

Veja fotos de animais resgatados pelo programa

(Fotos: Fujama/Divulgação)
(Fotos: Fujama/Divulgação)

*Sob supervisão de Lucas Paraizo

Continua depois da publicidade

Leia também

VÍDEO: Chafariz se forma após cano romper e rua fica alagada em Joinville

Joinville tem prazo para tomar medidas de redução de atropelamento de animais em avenida

Polícia recebe quatro denúncias contra professor de Joinville que apoiou ataque a creche de Blumenau

Destaques do NSC Total