Dados da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) apontam que 60.787 mil condutores de Santa Catarina estão com o exame toxicológico vencido há mais de 30 dias. O número corresponde a 12,30% do total de motoristas registrados no Estado nas categorias C, D e E, para as quais o teste é obrigatório. 

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Segundo o levantamento, Santa Catarina está no quinto lugar no ranking do número de motoristas com exames atrasados. O Estado perde apenas para São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro. Para o presidente do Detran/SC, Kennedy Nunes, o número não é considerado alto no Estado, entretanto, é importante o motorista estar atento aos prazos para ficar regularizado.

— As carteiras que vencem de janeiro a junho tem de fazer a renovação até o dia 31 de março. As carteiras que vencem do mês sete ao mês 12, a renovação é até 30 de abril. A partir do dia 30 de maio todos vão ser multados — conta.

De acordo com o Ministério dos Transportes, o exame toxicológico utiliza amostras de cabelo, pelo ou unhas na análise destinada à verificação do consumo, ativo ou não, de substâncias psicoativas.  

Continua depois da publicidade

Com o teste, é possível avaliar o que foi consumido pela pessoa nos 90 dias que antecederam a coleta.

— Se você observar, morrem mais pessoas no mundo de acidente de trânsito do que de guerra. [….] O exame toxicológico é uma proteção aos motoristas e aos outros também — afirma o presidente.

Motoristas com exame toxicológico atrasado por estados 

  • São Paulo – 335.822 
  • Minas Gerais – 117.068
  • Paraná – 96.605
  • Rio de Janeiro – 65.514
  • Santa Catarina – 60.787

Novo prazo para realizar o exame 

No cenário nacional, quase três milhões de condutores das categorias C, D e E em todo Brasil estão com o exame toxicológico atrasado, apontam dados do Senatran.

Continua depois da publicidade

 Devido à quantidade significativa, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) prorrogou o prazo para que os motoristas regularizem a situação. 

O objetivo do órgão é zerar o número de condutores que não conseguiram regularizar a situação até 28 de janeiro, data inicialmente prevista para que a irregularidade começasse a ser convertida em multa, e será feita de forma escalonada.

Confira o cronograma  

  • Condutores com validade da CNH entre janeiro e junho terão até 31 de março para realizar o exame toxicológico;
  •  Condutores com validade da CNH entre julho e dezembro terão até 30 de abril para realizar o exame toxicológico. 

Com a medida, motoristas flagrados dirigindo veículos das categorias C, D ou E com o exame toxicológico vencido por mais de 30 dias serão multados a partir de 1º de maio, caso a validade da CNH expire entre janeiro e junho. 

Continua depois da publicidade

Para os motoristas cuja CNH expira entre julho e dezembro, as multas começam a ser aplicadas a partir de 31 de maio. A penalidade de multa para as infrações previstas na Lei 14.599/2024 – que estabelece a obrigatoriedade do teste – é de natureza gravíssima (cinco vezes), no valor de R$ 1.467,35, e resulta em perda de sete pontos na CNH.

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC.

Leia mais

O que levou a polícia a indiciar dois por morte de jovens em BMW de Balneário Camboriú

Servidor é condenado por usar ônibus escolar para transportar caminhoneiros grevistas em SC

Por que o trecho mais perigoso da BR-470 no Vale do Itajaí está em Blumenau

Destaques do NSC Total