nsc
    dc

    Rodovias catarinenses

    Santa Catarina teve 23 assaltos a ônibus em 2019

    Número é mais baixo do que os registrados em 2018 e 2017

    12/02/2020 - 20h07 - Atualizada em: 17/02/2020 - 21h25

    Compartilhe

    Clarissa
    Por Clarissa Battistella
    Veículo chegou em SC na manhã desta quarta (12), após momentos de pânico
    Veículo chegou em SC na manhã desta quarta (12), após momentos de pânico
    (Foto: )

    Dois assaltos a ônibus por mês foi a média de crimes registrada nas rodovias federais e estaduais de Santa Catarina contra transportes coletivos em 2019. E, embora o número represente medo aos usuários - na maioria das vezes comerciantes que viajam para buscar mercadoria em outros estados - é o mais baixo dos últimos três anos.

    Em 2018, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública, foram 39 crimes nas estradas catarinenses, 16 a mais do que o total do ano passado, que encerrou com 23. Já em 2017, o número de ataques foi ainda mais alto: um total de 58 crimes no estado.

    Chefe de comunicação da Polícia Rodoviária Federal, Luiz Graziano, diz que apesar da redução, o combate é difícil:

    — Eles (os assaltantes) conseguem informações com passageiros, agências de turismo ou, até mesmo, com funcionários das empresas que realizam o transporte. Utilizam veículos roubados, com placas frias (clonadas), que são incendiados após o crime. É um universo muito grande envolvido nesses assaltos.

    O atrativo para os criminosos que buscam os veículos de viagem interestadual para cometer roubos, ainda segundo Graziano, é os valores em espécie geralmente encontrados junto com os passageiros.

    — A Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e Polícia Militar têm feito um trabalho muito forte nessa área — garantiu.

    Dos 23 crimes registrados em SC em 2019, apenas três foram contra ônibus que levava comerciantes para outros estados em busca de mercadorias. Eles ocorreram em Araquari nos meses de abril e agosto e em Ponte Serrada, no mês de novembro.

    Os demais foram ataques à coletivos de estudantes ou com catraca, em que o alvo era o cobrador e o valor acumulado das passagens. Os demais veículos catarinenses, alvo de quadrilhas, foram rendidos em terreno paranaense. Por lá, 38 roubos foram registrados em 2019. Todos contra veículos com comerciantes.

    Mesma madrugada, dois ataques

    Algumas horas antes de três suspeitos morrerem em uma tentativa de roubo a ônibus com passageiros que tinham como destino a cidade de Brusque, em Santa Catarina, outro veículo da mesma empresa, que fazia a rota inversa - Brusque/São Paulo, foi abordado por uma quadrilha de assaltantes.

    O veículo saiu por volta das 19h e chegaria ao destino às 7h. No meio do caminho, no entanto, também na BR-116, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, no Paraná, foi assaltado. No veículo estavam 53 passageiros, que tiveram os bens tomados pelos criminosos. Apesar do susto, ninguém se feriu.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas