nsc
    dc

    Entrevista

    SC vive "momento delicado" com alta da curva de coronavírus, diz secretário de Saúde

    André Motta Ribeiro concedeu entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, na manhã desta segunda

    15/06/2020 - 07h53 - Atualizada em: 15/06/2020 - 11h44

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    André Motta
    O secretário de Saúde, André Motta Ribeiro
    (Foto: )

    O secretário de Saúde de Santa Catarina, André Motta Ribeiro, avalia que o Estado vive um “momento delicado” no combate ao coronavírus, com a aceleração de casos em algumas regiões, além de uma “falsa sensação de segurança” por parte das pessoas. As afirmações foram feitas em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV, na manhã desta segunda-feira (15).

    — Passamos por um momento de tranquilidade, nos 90 dias iniciais, com as medidas que o Estado tomou, houve um achatamento da curva (...), mas esse é um momento bastante delicado, em que nós precisamos unir forças, porque ainda estamos num momento de aceleração da curva no Estado de Santa Catarina — afirmou o secretário.

    Segundo dados atualizados pela Secretaria de Saúde (SES) neste domingo (14), o Estado chegou a 13.360 casos confirmados de Covid-19 e 195 mortes pela doença.

    O secretário comentou que é possível que o Litoral catarinense esteja enfrentando uma “segunda onda” de casos de Covid-19, principalmente na região da Foz do Rio Itajaí, que teve aumento de casos na última semana, e no Norte catarinense. Ele citou que uma das explicações para isso pode ser o desrespeito ao distanciamento social.

    — Nosso índice (de distanciamento social) está muito baixo, apesar do nosso aparente sucesso. Acho que esse é um fator que está contribuindo para o retorno da doença a regiões que já tinham registrado picos — disse.

    O secretário também avaliou que a população catarinene vive uma “falsa sensação de segurança”, o que, segundo ele, é reflexo do efeito das medidas de combate ao vírus adotadas pelo Governo de Santa Catarina.

    > Painel do coronavírus: confira a evolução da doença em SC

    — Infelizmente, por causa dessa competência (de SC nas ações de combate à doença), há uma sensação de falsa segurança nas pessoas. E o sucesso depende de todos (...) As pessoas precisam entender que nós continuamos no enfrentamento da Covid-19 — afirmou o secretário, reforçando que a população precisa respeitar medidas como o uso de máscara e o distanciamento social.

    Motta disse que, no momento, as atenções estão voltadas paras as regiões da Foz do Itajaí, Norte, Meio-Oeste e Sul catarinense, e adiantou que o Estado deve entregar mais 120 respiradores nesta segunda para leitos de UTI (Unidades de Terapia Intenstiva) de hospitais das regiões mais afetadas. Ele não especificou quais regiões vão receber os equipamentos.

    Perguntado sobre a chance de Santa Catarina voltar a ter restrições mais duras por causa do aumento da velocidade do vírus, o secretário de Saúde afirmou que a possibilidade não está descartada, mas ressaltou que as decisões serão tomadas por cada região. Ele comentou que, nesta semana, a regionalização das ações de combate à pandemia deve ser aprimorada, com o compartilhamento de mais informações técnicas com os municípios.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas