nsc
    an

    Crime

    Segurança morto em assalto a ônibus é velado em Joinville 

    Ele deixa um filho de oito anos e a esposa grávida de duas gêmeas

    30/08/2019 - 09h04 - Atualizada em: 30/08/2019 - 09h07

    Compartilhe

    Gabriela
    Por Gabriela Florêncio
    Ele deixa um filho de oito anos e a esposa grávida de duas gêmeas
    Ele deixa um filho de oito anos e a esposa grávida de duas gêmeas
    (Foto: )

    Paulo Roberto Coelho, 30 anos, segurança morto após ser baleado durante assalto em Campina Grande do Sul, no Paraná, é velado em Joinville na manhã desta sexta-feira (30). O homem estava em um carro que fazia a escolta de dois ônibus com comerciantes, na noite desta quarta-feira (30), que seguiam de Pelotas, no Rio Grande do Sul, para a Capital Paulista.

    O velório do segurança acontece na residência da vítima, no bairro João Costa, na zona Sul da cidade, e o sepultamento está agendado para acontecer no período da tarde, à partir das 16 horas, no Cemitério Municipal. Durante o assalto, Paulo foi atingido com três tiros na cabeça, no peito e no abdômen. Ele deixa um filho de oito anos e esposa grávida de duas gêmeas.

    A vítima trabalhava há pouco mais de um ano no local. Outro segurança, que estava no carro de escolta com a vítima, também foi atingido com um tiro na perna. Ele foi encaminhado ao Hospital Angelina Caron no dia do, mas já foi liberado.

    Na noite desta quinta, um comboio formado por diversos agentes de empresas de escolta armada acompanharam a vinda do corpo de Paulo de Curitiba até Joinville, onde ele é velado.

    Crime violento

    Dois ônibus foram tomados de assalto por volta das 18h30 desta quarta-feira (28). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os ônibus saíram de Pelotas e seguiam até São Paulo onde os ocupantes iriam adquirir mercadorias. O crime aconteceu no quilômetro 40 da BR-116 — rodovia que liga o Paraná a São Paulo.

    Comboio formado por diversos agentes de escolta armada acompanharam a vinda do corpo de Paulo de Curitiba até Joinville
    Comboio formado por diversos agentes de escolta armada acompanharam a vinda do corpo de Paulo de Curitiba até Joinville
    (Foto: )

    A PRF recebeu diversas ligações informando sobre o assalto. Depois, os seguranças da escolta armada também entraram em contato dizendo que houve uma troca de tiros, e que uma pessoa tinha ficado ferida. Os vigilantes ainda informaram que o ônibus estava em poder dos criminosos.

    Testemunhas relataram à polícia que os assaltantes desembarcaram de um carro, ainda não identificado, e se esconderam atrás da mureta da rodovia federal. Outro veículo abordou o carro da escolta resultando em uma intensa troca de tiros, atingindo os dois vigilantes do automóvel de escolta.

    Enquanto isso, um terceiro carro abordou a tiros um dos ônibus. Os criminosos entraram e efetuaram disparos que atingiram o teto do veículo. Ainda conforme a PRF, depois do crime, os assaltantes conseguiram fugir levando dinheiro e pertences dos passageiros. Até o momento, ninguém foi preso como suspeito deste crime.

    Leia mais notícias de Joinville e região.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas