nsc
    dc

    Gabriel Nunes

    Semana de quatro dias e outras tendências que já impactam a forma como trabalhamos

    Confira outros exemplos de mudanças que já ocorrem pelo mundo

    11/10/2019 - 05h50 - Atualizada em: 11/10/2019 - 12h44

    Compartilhe

    Por Tech SC
    (Foto: )

    (Foto: )

    Que o jeito que a gente vive mudou muito de uns anos para cá, ninguém duvida, não é? A tecnologia entrou de cabeça no nosso dia a dia, seja na forma como a gente se locomove, conversa ou como pede comida. Mas, e o nosso trabalho? Também tem muita coisa mudando: internet em todo lugar, automação de atividades repetitivas e a preocupação cada vez maior com a saúde emocional.

    O Worklife 101 é um relatório que traz tendências que estão mudando a forma como trabalhamos e vivemos e tem o objetivo de abrir a cabeça das pessoas e trazer conhecimento para algo que provavelmente vem aí. Abaixo, trouxe cinco exemplos do que já está mudando no mundo.

    Autocomplete nos e-mails

    Se você usa o Gmail já deve ter percebido isso, a inteligência artificial criada pela empresa Google sugere para você o que escrever para terminar sua frase, ou até que resposta dar para um e-mail, baseado no que ela leu. O estudo mostra que mais de 10% das respostas de e-mails enviados pelo Gmail já são respostas automáticas. Provavelmente você já deve ter recebido uma dessas.

    Escritórios inteligentes (e verdes)

    A automação residencial não é novidade, já temos lâmpadas e outros eletrodomésticos integrados com assistentes virtuais. A questão agora é que a inteligência está chegando no escritório também. Imagina você chegando com um bom dia de uma voz virtual, que já liga o ar condicionado e prepara um café quentinho?

    E já parou para pensar na saúde em um escritório? Nós passamos mais de 90% do nosso tempo em locais fechados e a qualidade do ar que respiramos pode danificar nossa saúde e produtividade. A onda agora é criar projetos de escritórios seguindo os conceitos de “prédio verde”, que já foram provados terem uma melhora significativa na qualidade do ar.

    Bairros sem carros

    Oslo, capital da Noruega, já é uma cidade que não aceita carros no Centro. O argumento é que os carros e toda a infraestrutura que vem junto congestionam as ruas e acabam com um espaço que poderia ser ainda mais útil. Você já parou para pensar se o centro da sua cidade não tivesse mais carros? Um sonho.

    E o melhor: o comércio no local aumentou com o maior número de pedestres circulando pelas ruas.

    Semana de 4 dias

    Os funcionários querem mais tempo livre e os empregadores buscam pessoas mais felizes, saudáveis e produtivas. A semana de quatro dias já é realidade em algumas empresas na Europa e os resultados são bem legais: menos estresse, turnover menor e até menos dias doentes.

    JOMO

    Muito se fala do FOMO (fear of missing out, ou medo de perder algo), que é a ansiedade de viver em um mundo onde muito conteúdo é gerado o tempo todo e você não pode ficar fora da última série da Netflix. Mas, já parou para pensar no JOMO? Joy of missing out é ficar feliz por ter perdido algo. É um jeito de viver onde você não precisa ficar o tempo todo correndo atrás do sucesso ou de ser constantemente produtivo. Ou como já dizia o Zeca Pagodinho: “deixa a vida me levar”.

    É bom ficar de olho

    O bom de estar sempre por dentro de relatórios de tendência é que você já fica preparado para o que pode vir daqui um tempo. Quem sabe vira padrão a gente ter um final de semana de três dias? Ou cada vez menos carros nas ruas? O futuro é incerto, mas como diz o ditado: melhor prevenir do que remediar.

    *Gabriel Nunes pesquisa e estuda sobre tendências para marcas e pessoas e é fundador da Teken.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas