publicidade

Verão

Sensação de calor chegou a 52ºC em Joinville na tarde desta quarta-feira

Calor continua forte nesta quinta-feira, com possibilidade de chuva no fim da tarde

30/01/2019 - 18h38 - Atualizada em: 31/01/2019 - 10h33

Compartilhe

Cláudia
Por Cláudia Morriesen
Foto mostra crianças de três anos tomando banho de mangueira em uma escolinha de Joinville
Escolas precisam ser criativas para aliviar o calor em atividades ao ar livre
(Foto: )

52 graus Celsius: esta era a sensação de calor que os joinvilenses chegaram a sentir na tarde desta quarta-feira (30), por volta das 16 horas. As estações meteorológicas da cidade atingiram 40ºC e, com a umidade relativa do ar chegando a 60%, o índice de calor era semelhante ao de alguns dos lugares mais quentes do planeta, de acordo com o monitoramento do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram), do Epagri.

Esta quinta-feira (31) será mais um dia com influência da massa de ar quente e úmido, fazendo com que as temperaturas cheguem novamente perto dos 40°C em algumas cidades catarinenses no período da tarde. Isso pode ocorrer em pontos da região Sul, do Vale do Itajaí e do Norte.

Por causa do forte calor e da alta umidade do ar, existe a possibilidade de temporais a partir da tarde, o que pode se estender ao longo da noite também. Com essa condição são esperadas descargas elétricas, rajadas de vento e até granizo em alguns locais do estado, com essa probabilidade sendo maior em áreas do Sul e do Litoral.

Foto mostra professora brincando com água com crianças de três anos
Crianças devem brincar ao ar livre somente depois das 16 horas
(Foto: )

Crianças e idosos devem ser monitorados

Tanto calor exige cuidados especiais, principalmente para aqueles que são mais sensíveis às altas temperaturas e à radiação. Hidratação, alimentação correta e proteção solar são elementos essenciais para crianças, para evitar insolação, queimaduras e viroses. Os pequenos que estão em casa nas férias devem ser monitorados pelos adultos para que não fiquem ao ar livre por um período muito longo entre as 10 e as 16 horas e que só sejam expostos ao sol depois de passarem protetor solar. Nas escolas e colônias de férias, é importante saber que tipo de cuidados estão sendo tomados.

No Cei Kindergarten, na região central de Joinville, as aulas já começaram em sistema de plantão e, por isso, as professoras precisam ser criativas para realizar as atividades em dias de tanto calor.

— As crianças ficam dentro das salas, que são climatizadas, até as 16 horas. Para não ficar muito tempo no mesmo lugar, eles trocam de sala entre si — conta a coordenadora, Jane Tromm Stopa.

Além disso, os copos e garrafas de água das crianças ficam o tempo todo acessíveis e há fila para a professora renovar o filtro solar duas vezes por dia em cada um. Na hora de ir para o pátio brincar, os jogos com água são inevitáveis: banhos de mangueira, balões cheios de água e banheiras com brinquedos fazem a alegria dos alunos.

Em outro extremo de fase da vida, o monitoramento também é importante: os idosos precisam de atenção dobrada no verão. A diretora do Ancionato Bethesda, em Pirabeiraba, Cristiane Gilgen, recorda que hidratação é importante para todas as faixas etárias mas que os idosos perdem a percepção de sede e devem ser lembrados para tomarem água e outras bebidas com sais minerais. A alimentação também deve ser leve, à base de frutas e verduras, com alimentos feitos no vapor, evitando frituras.

— Tudo deve ser feito para evitar viroses, que são muito comuns em pessoas com baixa imunidade no verão — informa ela.

Além disso, é importante também manter a pele dos idosos hidratada: como são mais finas, podem ficar mais ressecadas neste período. A higiene constante das mãos é outro ponto, para evitar proliferação de bactérias.

Foto mostra cachorro em uma banheira
Cachorros e gatos sentem tanto calor quanto as pessoas e precisam de sombra e hidratação
(Foto: )

Animais também precisam de atenção

Os animais domésticos sentem tanto calor quanto as pessoas e é necessário ter atenção para garantir o bem-estar deles e evitar doenças. As altas temperaturas, junto com alta umidade do ar, pode causar problemas de pele em cachorros e gatos. Esta é uma época propícia para carrapatos e pulgas, que encontram no verão o clima ideal para reprodução. Estes parasitas externos podem estar em qualquer lugar e é importante que os animais estejam com as aplicações de produtos preventivos em dia.

Em casas onde os animais que ficam no ambiente externo, é necessário verificar se haverá sempre locais com sombra para que eles possam se abrigar. Os potes de água devem ser trocados regularmente e a alimentação pode ser feita em horários noturnos, para garantir a melhor digestão.

Deixe seu comentário:

publicidade