A Nasa tem mapas inéditos da Terra para mostrar ao mundo. Tudo isso por que a missão Earth Surface Mineral Dust Source Investigation (EMIT) – em português, Investigação de Fontes de Poeira Mineral da Superfície da Terra – conseguiu captar novos mapas das regiões com poeira mineral em todo o mundo. Os documentos fornecem o local exato de 10 minerais-chave de acordo como a luz é refletida ou absorvida por eles.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Tudo isso é possível já que o sensor da Nasa detecta o movimento desses minerais com o ar. E quando os ventos levam essas substâncias para o ar, os minerais são capazes de esfriar ou elevar a temperatura da elas da atmosfera e da superfície da Terra, dependendo de sua composição. Entender como essas substâncias funcionam e onde elas estão pode auxiliar no combate a crise climática.

Entenda a missão e o sensor da Nasa

O EMIT foi lançado pela Estação Espacial Internacional em 2022 junto com o sensor capaz de fazer a análise. O equipamento é um espectrômetro de imagem desenvolvido pelo Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa ano sul da Califórnia. A missão busca atender o desejo de muitos cientistas do clima que buscam por mais informações sobre a composição mineral da Terra.

Continua depois da publicidade

Segundo o site da Nasa, o espectômetro é capaz de vasculhar a superfície terreste em 410 quilômetros de altitude. O EMIT escaneia amplas áreas que seriam impossíveis para um geólogo no solo ou para instrumentos transportados por aeronaves inspecionarem, fazendo isso surpreendente nível de detalhe.

Veja imagens dos mapas inéditos da Nasa

Acesse mais imagens no site da Nasa.

Leia também

FOTOS: Como será o “museu da Nasa” em Balneário Camboriú

5 sinais de que o aquecimento global já é uma realidade

Destaques do NSC Total