publicidade

Política
Navegue por

Legislativo 

Servidores impedem abertura de sessão da Câmara e protestam contra retirada de FGTS de ACTs

Após a mobilização, vereadores se comprometeram a agendar reunião entre Executivo e sindicato até terça-feira 

06/12/2018 - 16h47 - Atualizada em: 06/12/2018 - 16h48

Compartilhe

Redação
Por Redação Santa
Servidores lotaram o plenário três dias depois de sessão extraordinária que alterou regime de contratação e retirou FGTS de servidores ACTs
Servidores lotaram o plenário três dias depois de sessão extraordinária que alterou regime de contratação e retirou FGTS de servidores ACTs
(Foto: )

Um grupo de servidores públicos de Blumenau atrasou em uma hora e quinze minutos a abertura da sessão ordinária desta quinta-feira da Câmara de Blumenau. O grupo, liderado pelo coordenador-geral do Sindicato Único dos Trabalhadores do Serviço Público de Blumenau (Sintraseb), Sérgio Bernardo, protestou contra a aprovação do projeto que extinguiu o pagamento de FGTS para profissionais contratados como Admitidos em Caráter Temporário (ACTs).

A aprovação do projeto ocorreu na manhã de segunda-feira, em sessão extraordinária sem transmissão na página da Câmara na internet, depois que o Executivo retirou a proposta da pauta na quinta-feira passada com a promessa de discuti-lo melhor com os vereadores antes de colocá-lo em votação.

Nesta quinta-feira, servidores públicos lotaram o plenário para manifestar o descontentamento com a aprovação do projeto que alterou o regime de contratação dos ACTs, eliminando o recolhimento de FGTS.

O protesto permitiu uma reunião entre o coordenador do sindicato e um grupo de oito vereadores: Alexandre Matias, Jens Mantau, Sylvio Zimmermann (PSDB), Oldemar Becker (DEM), Ailton de Souza (Ito), Alexandre Caminha (PSD), Adriano Pereira (PT) e o presidente em Exercício Almir Vieira (PP).

No encontro foi definido que os vereadores vão intermediar uma reunião entre membros do Executivo e do sindicato dos servidores para discutir o projeto de extinção do FGTS para ACTs. O líder do governo, Alexandre Matias, ficou responsável de marcar a reunião, entre esta sexta-feira e segunda-feira da próxima semana.

O sindicato pressiona para que esta discussão ocorra antes da próxima sessão da Câmara. Na abertura da sessão desta quinta, às 16h15min, o sindicalista Sérgio Bernardo teve dois minutos para ocupar a tribuna e convocou os servidores para voltarem ao Legislativo na sessão da próxima terça-feira.

– Os vereadores assumiram um compromisso com a categoria de fazer uma reunião com o Executivo e com o sindicato antes da próxima sessão, para encontrarmos uma alternativa diante do que foi exposto (o projeto que retira o FGTS dos ACTs de Blumenau). Não houve debate, não teve esclarecimento suficiente para quem votou – criticou o coordenador do Sintraseb.

Em seguida, o presidente em exercício da Câmara, Almir Vieira, confirmou o acordo para a reunião entre sindicato e Executivo e confirmou a definição feita com o coordenador do sindicato.

– Assumimos o compromisso de conversar antes de terça-feira com o governo para fazer todos os esclarecimentos – reforçou, antes de dar início à sessão.

Votação da mesa diretora fica para semana que vem

Ainda na sessão desta quinta-feira havia a possibilidade de que os vereadores fizessem a eleição do novo presidente da Casa, que vai comandar o Legislativo até 2020. A votação chegou a ser convocada na sessão de terça-feira, mas foi adiada depois de um esvaziamento da sessão por vereadores favoráveis a uma das candidaturas. Após reunião na quarta-feira, foi definido que a votação deve ocorrer somente na terça ou na quinta-feira da próxima semana, quando o prefeito Mário Hildebrandt (PSB) já estará de volta de viagem à França e o atual prefeito interino, Marcos da Rosa (DEM), também já terá retornado à cadeira de presidente do Legislativo. Nesta quinta-feira, os servidores já manifestaram intenção de retornarem ao plenário da Câmara no dia da votação da mesa diretora para novo protesto contra o projeto de retirada do FGTS.

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação