nsc
santa

Reajuste salarial

Servidores públicos de Itajaí entram em greve e pedem reajuste de 9,32%

Categoria pede reajuste no salário dos trabalhadores em 9,32% (inflação de maio de 2019 a abril de 2020)

09/08/2021 - 11h00 - Atualizada em: 09/08/2021 - 11h01

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Servidores públicos de Itajaí se reúnem na manhã desta segunda-feira (9) em frente à prefeitura
Servidores públicos de Itajaí se reúnem na manhã desta segunda-feira (9) em frente à prefeitura
(Foto: )

Os servidores públicos de Itajaí se reúnem na manhã desta segunda-feira (9) para uma manifestação em frente à prefeitura que marca o início da greve da categoria. Os trabalhadores pedem reajuste de 9,32% — equivalente à inflação de maio de 2019 a abril de 2020. Em nota, o Executivo afirma que o reajuste é ilegal.

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

Conforme Francisco Johannsen, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Região da Foz do Rio Itajaí (Sindifoz), até a manhã desta segunda-feira 1.120 trabalhadores já haviam aderido à greve. As áreas com maior número de adesões são a Saúde e Educação.

Segundo a Secretaria de Educação de Itajaí, sete das 67 unidades de Educação Infantial de Itajaí estão sem atendimento no início desta semana. Já no Ensino Fundamental, nenhuma unidade teve 100% de paralisação, ou seja, as aulas não foram interrompidas.

Greve dos servidores públicos de Itajaí
Greve dos servidores públicos de Itajaí
(Foto: )
Greve dos servidores públicos de Itajaí
Greve dos servidores públicos de Itajaí
(Foto: )

> Quem era o jovem de 25 anos morto em acidente flagrado por câmera na SC-350, em Aurora

Entenda o impasse

No dia 29, o Sindifoz fez o anúncio da greve, pedingo aumento de 9,32% no salários dos servidores — equivalente à inflação de maio de 2019 a abril de 2020. Em resposta a greve, a prefeitura de Itajaí emitiu uma nota na última sexta-feira (6), dizendo que o município está impedido de conceder o aumento salarial à categoria.

O motivo é a Lei Complementar Federal nº 173/2020, criada durante o período da pandemia, que proíbe revisão salarial até 31 de dezembro de 2021, inclusive veda a concessão da Revisão Geral Anual, que é a reposição da inflação.

Já o Sindifoz alega que a Vara da Fazenda de Itajaí concedeu uma medida liminar permitindo reposição da inflação aos servidores, o que tornaria o aumento legal.

No final da manhã desta segunda-feira (9), às 11h, está marcada uma reunião entre o sindicato que reprensenta a categoria e a prefeitura de Itajaí para discutir a questão.

Leia também:

Jovem morre após grave acidente na SC-350 em Aurora; veja vídeo

Homem é preso suspeito de cometer atentados contra bases policiais em Itajaí e Balneário Piçarras​

Mãe chama a polícia após escutar filha sendo estuprada pelo padrasto

Colunistas