publicidade

Cotidiano
Navegue por

Sobrevivente do incêndio no Ninho do Urubu, jogador da base do Flamengo teve 40% do corpo queimado

Jonathan Cruz Ventura, 15 anos, está em estado gravíssimo e será transferido para unidade de queimados de outro hospital

08/02/2019 - 10h47 - Atualizada em: 08/02/2019 - 16h19

Compartilhe

Por GaúchaZH
Incêndio atingiu alojamento da categoria de base
(Foto: )

Um dos três feridos no incêndio na madrugada desta sexta-feira (8) no Centro de Treinamento do Flamengo, no Rio de Janeiro, teve 40% do corpo queimado e está em estado gravíssimo, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

O jogador das categorias de base Jonathan Cruz Ventura, 15 anos, está internado no Hospital Municipal Lourenço e, devido ao estado de saúde, deve ser transferido para Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Municipal Pedro II.

Ainda segundo a Secretaria , o estado de saúde dos outros dois feridos "inspira cuidados". Eles são Emanuel Gomes Nunes, 14 anos, de Fortaleza (CE) e Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 5h, e as chamas foram controladas às 7h20min. No entanto, equipes ainda trabalham no local, conhecido como Ninho do Urubu.

Em entrevista à GloboNews, o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Douglas Henaut disse que no local ficavam atletas da categoria de base do Flamengo e que as chamas iniciaram no alojamento em que eles dormiam. A corporação ainda não sabe onde as chamas tiveram início, mas confirma que elas ficaram restritas apenas ao alojamento.

Ainda não há informações sobre a identidade das vítimas. As causas do incêndio e sua extensão ainda não desconhecidas. No local, ficavam jogadores entre 14 e 17 anos. Segundo um jogador de base, ouvido pela TV Globo, cerca de 30 pessoas estavam no local no momento do incêndio.

O caso está sendo investigado pela 42ª Delegacia de Polícia, de Recreio dos Bandeirantes. Em nota, a corporação informou que o inquérito está em andamento e que testemunhas já estão sendo ouvidas. Os corpos das vítimas estão sendo encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML).

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação