nsc
    dc

    Irregularidades

    TCU aponta que 620 mil receberam auxílio emergencial sem ter direito, diz Fantástico

    Parte da reportagem estava sob censura por exibir a história de uma comerciante que solicitou o benefício irregularmente

    29/06/2020 - 08h06

    Compartilhe

    Lariane
    Por Lariane Cagnini
    tcu
    Prejuízo aos cofres públicos pode passar de R$ 1 bilhão com o pagamento de benefícios irregulares
    (Foto: )

    Mais de 620 mil pessoas receberam o auxílio emergencial, criado em função do coronavírus, sem ter direito. É o que aponta o primeiro relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), em reportagem exibida pelo Fantástico, da Rede Globo, neste domingo (28). Parte da matéria estava sob censura, a pedido de uma comerciante que solicitou o auxílio sem, supostamente, precisar.

    A comerciante Ana Paula Brocco, de Espumoso no Rio Grande do Sul, entrou na Justiça para impedir a divulgação de que ela tinha recebido o benefício. O pedido, e a decisão do juiz Daniel da Silva Luz, foram no dia 15 de junho. Na noite da última sexta-feira (26), a RBS TV conseguiu na Justiça o direito de exibir a reportagem. Ela vai se casar no Caribe no final do ano, e teve o cadastro aprovado para receber o auxílio.

    Outra história trazida na reportagem é de uma dona de casa da mesma cidade, que conseguiu o benefício de R$ 1,2 mil. Porém, nas redes sociais, há registros de diversas viagens ao exterior. Em um áudio enviado por ela em aplicativo de mensagens, ela diz que "vai trocar de moto ou comprar um carro novo" com o dinheiro. A filha dela, que mora em um apartamento de cobertura, também conseguiu o benefício do governo.

    Ainda sobre o levantamento do TCU, a reportagem explica que se os pagamentos irregulares continuarem, o prejuízo aos cofres públicos pode passar de R$ 1 bilhão. A matéria é de Giovani Grizotti e de Mahomed Saigg. 

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas