A tempestade que alagou ruas, destelhou casas e derrubou árvores em Blumenau pode se repetir nesta quinta-feira (30). Na noite de quarta (29), o fenômeno assustou moradores e causou prejuízos. A Defesa Civil foi acionada 16 vezes desde então. 

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

Conforme o meteorologista do AlertaBlu, Gabriel Cassol, a combinação de um dia quente com “perturbações” atmosféricas, chamadas de cavado, formou as nuvens carregadas. Choveu tanto em poucos minutos que ruas viraram rios. Os maiores acumulados foram nas regiões dos bairros Passo Manso e Itoupavazinha, onde choveu 63 milímetros e 59 milímetros, respectivamente. A título de comparação, no mês passado inteiro choveu 200 milímetros. 

— Blumenau estava “escapando” dessa tempestade há dias. Ela atingiu municípios próximos, como Rodeio, Indaial, Timbó… A qualquer momento chegaria aqui — analisa Gabriel. 

Leia também: Chuva forte em Blumenau assusta moradores e faz ruas virarem rios

Continua depois da publicidade

Ele ressalta que as condições são as mesmas nesta quinta. Ou seja, o dia quente atrelado ao sistema de baixa pressão pode resultar em um fim de tarde com chuva intensa, curta, com raios e acompanhada de rajadas momentâneas de vento. 

A Defesa Civil atendeu ocorrências no bairro Fortaleza Alta, Itoupava Central, Fidélis, Escola Agrícola, Água Verde, Velha Central e Do Salto. Também forneceu 18 lonas à comunidade para proteção de telhados danificados. A maioria das situações, porém, envolveram queda de árvores. Os bombeiros militares também receberam chamados, mas a quantidade não foi divulgada até a publicação deste texto. Os ventos chegaram a 60 km/h, segundo dados da Epagri/Ciram.

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram que ruas importantes da cidade viraram rios durante o temporal. Na Antônio da Veiga, por exemplo, funcionários de uma lanchonete correram para tirar as mesas da calçada enquanto a água invadia o estabelecimento. No clube Ipiranga (veja abaixo), crianças praticavam basquete quando a água começou a cair pelo telhado. Na Cooper da Mafisa, o vento foi tão forte que arrancou a porta de vidro e assustou clientes.

Vídeo mostra temporal no clube Ipiranga, em Blumenau

Vento forte durante temporal assusta clientes em supermercado

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total