nsc
    santa

    Prejuízos

    Temporal provoca destelhamento, queda de árvores e energia em Blumenau e região

    Em Ilhota, bombeiros tiveram de suspender atendimento devido aos estragos no batalhão

    14/12/2020 - 07h06 - Atualizada em: 14/12/2020 - 10h59

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    No Centro de Blumenau árvores caíram e bloquearam a passagem
    No Centro de Blumenau árvores caíram e bloquearam a passagem
    (Foto: )

    Depois do calor, Blumenau e região registraram chuva forte acompanhada de ventos, granizo e raios na noite deste domingo (13), confirmando o alerta da Defesa Civil. O fenômeno causou estragos em diversos pontos, como destelhamentos e queda de árvores em vias e fiação elétrica. Mais de 40 mil imóveis ficaram no escuro por volta das 23h.

    > Clique aqui para receber as últimas notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp.

    O temporal começou pouco antes das 22h30min em Blumenau. Pequenas pedras de granizo foram observadas em bairros como Velha Grande e Passo Manso, mas o que castigou a região foram os ventos. Casas destelhadas e árvores ou galhos por ruas mobilizaram moradores, Celesc, bombeiros e prefeitura. Equipes do município continuam nas ruas nesta manhã para desobstruir a passagem. 

    Às 8h desta segunda-feira (14) ainda havia pouco mais de 2 mil imóveis sem energia por toda a região. 

    Ilhota

    Um dos locais mais prejudicados foi o batalhão dos bombeiros voluntários de Ilhota. A cobertura do galpão cedeu por conta dos ventos fortes e a chuva inundou o espaço dos socorristas. Segundo o comandante Carlos Rampelotti, apenas a central de operação não foi atingida. O atendimento à comunidade ficou afetado. Um mutirão foi feito para tentar amenizar os prejuízos, que serão contabilizados nesta manhã de segunda-feira (14).

    Gaspar

    Em Gaspar a Defesa Civil entregou lonas para quem teve a casa destelhada (foram quase 10 solicitações) e retirou árvores caídas em ruas. Entre os afetados estão a escola Mario Pederneiras, que teve destelhamento em uma ala inteira e o posto de saúde da Lagoa. No bairro Coloninha um muro caiu sobre um veículo.

    Posto de saúde em Gaspar teve portão arrancado
    Posto de saúde em Gaspar teve portão arrancado
    (Foto: )

    Blumenau

    Em Blumenau, moradores relataram destelhamentos e árvores bloquearam o trânsito em alguns pontos, como na Rua XV de Novembro, no Centro. Por volta das 7h30min o local foi liberado pela Guarda de Trânsito. A prefeitura divulgou um balanço das ocorrências nesta manhã. Foram ao menos 27 que necessitaram atendimento das equipes, a maioria por conta de quedas de árvores. 

    Na Velha, a vegetação caiu sobre a fiação elétrica em ao menos sete ruas. Em uma delas, na Rodrigues Alves, um muro também acabou danificado. No Passo Manso apartamentos ficaram alagados. No Victor Konder telhas voaram sobre a Rua Timbó e cavaletes foram colocados para alertar os motoristas.  

    Brusque

    O único ponto de alagamento registrado pela Defesa Civil foi no bairro Santa Terezinha. As principais ocorrências foram de quedas de árvores no Bateas, Limeira, Azambuja, São Pedro, Paquetá e Dom Joaquim. Houve ainda um colapso de edificação na Limeira, relacionado à drenagem, e no Dom Joaquim. Ambos os locais não estavam ocupados. 

    A Defesa Civil ainda registrou um caso de rompimento de tubulação no Bateas e uma erosão com danos a edificação. Os ventos registrados nesse domingo chegaram a 43.6 quilômetros por hora no bairro Rio Branco, mas há possibilidade de que outros locais tenham atingido uma velocidade superior, porém sem registro.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas