nsc
dc

Morar Bem

Tendência após isolamento, academia em casa torna a rotina mais prática

Com espaço fitness privado, falta de tempo não é desculpa para fugir dos treinos

19/02/2021 - 17h24

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Morar bem
Academia em casa torna a rotina mais prática
(Foto: )

A pandemia mostrou que é possível treinar pesado mesmo dentro de casa. Quando as academias estavam fechadas há um ano, os catarinenses tiveram que achar alternativas para a prática de exercícios físicos. Os espaços fitness privados são tendência em projetos de casas e apartamentos. Seja um cantinho da sala ou até um quarto inteiro, ter um ambiente desse na residência tende a facilitar a rotina. E, para quem tem horários fora do convencional, é uma maneira de não ter desculpa para escapar da academia porque ela já estava fechada.

Aluguel sem burocracia: tecnologia é aliada na busca por imóveis

Equipamentos multifuncionais - que podem ser utilizados na hora que você quiser e sem precisar revezar, como na academia - são apostas de quem faz o próprio treino de casa. Entre os benefícios de ter um espaço para exercícios na residência, estão a privacidade e a economia com mensalidades fixas na academia e no tempo de deslocamento para o treino.

E é fácil destinar um espaço da casa para os exercícios, de forma adequada à rotina e às prioridades de cada pessoa. O primeiro passo é decidir qual ambiente será usado e elaborar um orçamento para a compra dos equipamentos.

Com espaços enxutos, um kit básico resolve

A personal trainer catarinense Nara Prado transmite lives da própria sala, onde realiza os exercícios com um tapete, sem pesos. Ela afastou, sofá, televisão e mesa de jantar para o espaço destinado aos treinos. Não é preciso ter muita coisa.

— Minha casa hoje é minha academia. No canto que arrumei, foi o espaço para colocar um tapete de yoga. Pode ser uma toalha, colchonete, o que tiver em casa. E você consegue sim trabalhar de forma abrangente. Em um pequeno espaço que você tem em casa, usando o seu próprio peso, pode atingir resultados maravilhosos. Seja para perder alguns quilos e diminuir o percentual de gordura, ou até para pessoas mais magrinhas, para ganhar massa muscular — destaca.

A educadora física acredita que para quem quer avançar um pouco, um kit básico seria uma mini band, um elástico sem ponta e um par de halteres.

— A mini band serve para fortalecer ombros, bíceps, tríceps, pode usar para agachamento, ou colocar como se fosse fazer uma cadeira extensora. Para os pesos, um par de halteres de 3kg é o básico, mas pode ser mais pesado, depende da pessoa. Se quiser aumentar o leque de opções, o kettlebell é ótimo para fazer agachamento — afirma Prado.

Para espaços compactos, as cordas podem completar a rotina de exercícios e são fáceis de guardar. Como todos esses itens são menores, não é necessário reservar um cômodo inteiro para realizar as atividades físicas, mas é bom ter um espaço definido para guardar os equipamentos já limpos depois do treino.

Com um quarto a mais ou garagem, é possível montar um cômodo inteiro como uma “mini academia”

Para quem opta por um espaço mais elaborado e conta um orçamento maior, salas completas com esteira, bicicleta e aparelhos multifuncionais são ótimas opções. Ainda, o morador pode completar o ambiente com equipamentos como bolas suíças, caneleiras, halteres maiores e itens para circuito. Como esses equipamentos são mais pesados, podem gerar ruídos e desgastar o piso caso caiam no chão, então alguns cuidados devem ser tomados antes de sair às compras.

A preparação do piso deve ser pensada antes de adquirir os equipamentos; ele pode ter uma forração emborrachada e antiderrapante. A arquiteta Bruna Gelbcke, que atua na capital, explica que um dos cuidados deve ser com a acústica, principalmente para aqueles que moram em apartamentos. Pisos que tenham uma boa absorção do som, como carpetes, tapetes e tatames, são boas opções. Alguns tipos de pisos com tratamento acústico, como emborrachados e vinílicos, também podem ser facilmente instalados sobre o piso existente. E, se optar pela instalação de aparelhos de peso, ou um saco de pancadas para artes marciais, a estrutura também requer atenção.

— Uma sobrecarga em um espaço residencial, que não estava prevista, pode prejudicar a estrutura, formando fissuras e deformações. Deixe os aparelhos bem distribuídos e em caso de dúvida, consulte um profissional — reforça a arquiteta.

O ambiente deve ter boa iluminação e ventilação. Um espelho grande pode auxiliar na hora de verificar se o exercício está sendo executado da maneira correta. A arquiteta orienta que a melhor ventilação é a natural.

— Mesmo quando for utilizar ar condicionado, é importante fazer a troca do ar após os exercícios. Grandes aberturas são bem vindas, tanto pela ventilação natural, quanto pela iluminação, mas cuidado para não escolher um ambiente que receba grandes períodos de sol, com orientação norte/nordeste — completa Gelbcke.

Confira o especial Morar Bem

​Leia também: 

Morar bem é ter todas as necessidades atendidas na hora de escolher um imóvel

Colunistas