Um manifestante foi preso em Rio do Sul por tentativa de homicídio contra um policial rodoviário federal. O homem de 33 anos é apontado como responsável por atirar uma pedra no rosto do agente e ainda golpeá-lo com uma barra de ferro na cabeça. O caso aconteceu nesta segunda-feira (7) à tarde enquanto a PRF fazia a desobstrução da BR-470, bloqueada por pessoas que pediam por intervenção militar.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Rio do Sul e região direto no Whatsapp

A prisão foi feita pela Polícia Federal e homologada pela Justiça Federal. Na tarde desta terça-feira (8), a PRF disse que o homem seguia detido no Complexo Penitenciário do Vale do Itajaí, na Canhanduba, em Itajaí. Além da tentativa de homicídio qualificado, o agressor foi enquadrado pelos crimes de resistência à execução de ato legal, dificultar ou impedir o funcionamento de meio de transporte e incitação ao crime.

O homem se apresentou à PF como administrador de empresas. Testemunhas contaram em depoimento que ele inicialmente arremessou uma pedra em direção ao policial, causando ferimento no rosto do agente. Na sequência, o agressor ainda o golpeou na cabeça com uma barra de ferro. Uma foto divulgada pela PRF mostra a marca no capacete usado pelo servidor público durante o ataque.

“O ato que só não teve consequências mais graves porque o policial fazia uso de capacete balístico”, disse a Polícia Federal em nota à imprensa.

Continua depois da publicidade

Ainda conforme a PRF, o manifestante teria utilizado um sarrafo de madeira para agredir outros policiais que trabalhavam no local para cumprir a determinação judicial de liberar a rodovia.

Vídeo mostra confusão entre polícia e manifestantes na BR-470

Uma confusão se formou às margens da BR-470 em Rio do Sul na tarde desta segunda-feira (7). As pistas tinham sido bloqueadas desde as 10h, e só por volta das 14h30min os agentes conseguiram tirar os manifestantes da estrada.

Porém, o clima continuou tenso. Uma gravação mostra algumas pessoas cercando os policiais, que usaram spray de pimenta para afastá-las. Logo depois, o grupo começa a atirar banquetas e até uma churrasqueira contra os agentes.

A PRF informou que dois policiais ficaram feridos no tumulto.

Destaques do NSC Total