nsc
hora_de_sc

Reality

Thelma Assis é a vencedora do Big Brother Brasil 2020

Resultado foi divulgado na noite desta segunda-feira, 27

27/04/2020 - 23h13 - Atualizada em: 28/04/2020 - 12h10

Compartilhe

Por Janaína Laurindo
(Foto: )

Com 44,10% dos votos Thelma Assis é a grande vencedora do Big Brother Brasil 20. A médica disputou nesta segunda-feira, 27, a final com Rafa Kalimann, que ficou em segundo lugar com 34,81%, e Manu Gavassi, que ficou com a terceira posição do pódio com 21,09% dos votos. Após três meses de confinamento a médica leva para casa o prêmio de R$ 1,5 milhão. Durante o programa a sister contou o que fará com o dinheiro.

— Eu quero sair do aluguel, comprar um apartamento e ajudar minha família.

Tiago Leifert recebeu as finalistas e anunciou o resultado no jardim da casa mais vigiada do Brasil. Por conta da pandemia do coronavírus, diferente de todas as outras edições, a final do BBB 20 uniu os participantes já eliminados, mas de forma on-line.

A edição desta segunda-feira exibiu várias cenas e polêmicas dos três meses de confinamento. As finalistas assistiram juntas aos melhores momentos do reality. Teve choro, sorriso e espanto com a repercussão da edição. Vários artistas gravaram depoimentos falando sobre o programa e sobre os participantes.

O humorista Rafael Portugal da Central de Atendimento ao Telespectador do BBB, uma das novidades da edição, interagiu com os demais brothers e de forma cômica comentou sobre vários acontecimentos da casa.

Leia também: Briga de Lucas e Thelma concorre ao prêmio de melhores do BBB 20

Edição comemorativa

A vigésima edição do programa trouxe várias novidades, a principal delas foi o convite para que celebridades participassem do reality. Personalidades conhecidas pelo grande público, em especial nas redes sociais, entraram na competição ao lado de participantes anônimos que se inscreveram para entrar na atração.

Leia também: saiba qual o perfil dos participantes nas redes sociais

Durante os meses de confinamento os brothers relembraram provas de edições anteriores. Casa de vidro, quarto branco e monstros foram releituras de provas realizadas em outros anos.

Polêmicas e destaques

A edição reverberou vários temas, feminismo e racismo foram os mais abordados. Entre os participantes os assuntos vieram à tona em algumas situações, assim como repercutiram também do lado de fora da casa.

Logo no começo do programa as mulheres se uniram para combater e questionar atitudes machistas. A junção formou um grupo forte e resultou na final totalmente feminina.

Babu e Thelma também levantaram a bandeira de representatividade. Em determinada ocasião Babu protagonizou uma aula sobre racismo.

— Pessoas de pele preta não eram chamadas de negro, eram mouros, africanos, qualquer coisa. Negro vem de 'nigro', do grego, que significa inimigo. Por isso que eu renego esse nome. Se você pegar no dicionário português, está escrito: 'Que não remete luz, sinistro'. Não tem uma atribuição positiva para essa palavra — disse Babu na ocasião. Questionado sobre qual seria o termo correto, apontou:

— Para mim, preto.

Entre as polêmicas da edição está o caso de assédio envolvendo Bianca Andrade, a Boca Rosa, e Petrix. O ginasta foi acusado de abusar da influenciadora durante uma festa enquanto ela estava visivelmente embriagada. Ele não foi expulso da atração, mas precisou prestar depoimento após sua eliminação.

Foi também nesta edição que o Big Brother Brasil registrou a maior votação em um paredão, entrando para o livro de recordes mundial com 1,5 bilhão de votos. No paredão estavam Manu, Felipe Prior e Mari Gonzalez, mas a disputou foi acirrada entre Manu e Prior. Várias celebridades e atletas se envolveram na campanha da votação pelas redes sociais, mas Prior levou a pior e acabou deixando a competição.

Catarinense confinado

Santa Catarina teve um representante na edição, Lucas Gallina, de Florianópolis, foi um dos inscritos. O fisioterapeuta se envolveu em várias polêmicas e foi o quarto eliminado do programa, com 62% dos votos, em um paredão disputado com Babu e Victor Hugo.

Leia também: Lucas Gallina diz que Globo está manipulando edição para vitória de Manu Gavassi

Lucas foi chamado “macho escroto” por Thelma em uma discussão após o brother doar “zero” estalecas para a compra da comida do grupo. Ele também esteve envolvido em um plano de sedução para “queimar” a imagem de participantes influenciadoras comprometidas. O catarinense chegou a afirmar que seria necessário “queimar para chegar”, referindo-se a grande final do programa.

Colunistas