nsc
santa

Tragédia

Trabalhador morre ao ficar preso em máquina de tear no Vale do Itajaí

Colegas desmontaram equipamento e bombeiros atenderam a vítima de 33 anos, mas já não havia o que fazer

05/07/2021 - 06h50 - Atualizada em: 05/07/2021 - 09h24

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Quando bombeiros chegaram, funcionário de fábrica já estava morto
Quando bombeiros chegaram, funcionário de fábrica já estava morto
(Foto: )

Um trabalhador morreu na madrugada desta segunda-feira (5) ao ficar preso em uma máquina de tear de uma indústria têxtil de Guabiruba, no Vale do Itajaí. Os colegas perceberam o acidente e começaram a desmontar o equipamento para retirar a vítima antes dos bombeiros militares chegarem. Porém, ele já estava sem vida.

Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

O funcionário tinha 33 anos e foi identificado como Diego Fernando Luz. Ele operava a máquina pouco antes da 1h quando o acidente aconteceu, no bairro São Pedro. Diego ficou preso com a parte superior do corpo, desde o peito até a cabeça. Os outros trabalhadores ouviram o barulho e foram ver o que havia ocorrido.

Ao perceber que o homem estava desacordado, um grupo de colaboradores começou a desmontar a máquina. Foi então que os socorristas entraram no local. Depois de um trabalho em conjunto, Diego foi retirado e o óbito constatado. A suspeita é que ele tenha sofrido uma fratura no pescoço.

O Instituto Geral de Perícias levou o corpo e a polícia registrou a ocorrência. 

Homenagem

Diego tinha 33 anos
Diego tinha 33 anos
(Foto: )

Em nota, o Samae de Brusque lamentou a perda. Diego foi estagiário na instituição entre o ano passado e este. "Apaixonado por heavy metal, divertido, extremamente engraçado (sobretudo para quem o conhecia pelas redes sociais), carinhoso e, acima de tudo, dono de um coração que não cabia em seu peito", descreveu os colegas do Samae. 

Colunistas