Retratada em inúmeras obras literárias e do cinema, a inteligência artificial (IA) faz parte da imaginação humana há décadas. Mas também já faz tempo que a IA deixou de ser algo futurista: hoje, ela está presente em muito mais processos do que se imagina. De sistemas de reconhecimento facial aos carros autônomos, essa tecnologia se tornou parte do cotidiano e pode até mesmo ajudar a gerar oportunidades para os negócios.

> Florianópolis é a segunda melhor cidade do Brasil para empreender

O desenvolvimento dos primeiros sistemas de IA ganhou força ainda na década de 1950, em especial quando o cientista e matemático britânico Alan Turing, conhecido como o “pai da computação”, criou o chamado Teste de Turing, método que permite avaliar se uma máquina é capaz de se passar por um humano em uma conversa por escrito. Essa história foi retratada no filme “O Jogo da Imitação”, de 2014.

Com a chegada do ChatGPT, assistente virtual em formato de chatbot movido por IA lançado em novembro do ano passado, muito vem se falando sobre o fim de diversas profissões. Redatores, atendentes de telemarketing, motoristas de caminhões e táxis, operadores de caixa, advogados e profissionais da contabilidade, entre muitos outros, figuram em lista gerada pelo próprio aplicativo
quando perguntado sobre quais são as áreas que correm mais risco. No entanto, não é tão simples assim.

Por mais que o ChatGPT e similares possuam modelos de processamento de linguagem natural muito avançados e tenham configurações como aprendizado de máquina (machine learning) ou aprendizado profundo (deep learning), que permitem que o sistema se aprimore a cada uso, eles são projetados por seres humanos e servem como um auxílio, para automatizar tarefas que podem ser “terceirizadas” para o assistente virtual, deixando os profissionais com mais tempo para aquilo que apenas seres humanos são capazes de fazer.

IA nas empresas

No mundo dos negócios, a IA pode ser muito útil. Um estudo encomendado pela IBM aponta que 41% das empresas brasileiras já implementaram ativamente essa tecnologia. De acordo com dados do relatório Global AI Adoption Index 2022, realizado pela Morning Consult para a IBM, esse aumento se deve à compreensão das empresas sobre como a IA pode contribuir para solucionar novos desafios e a importância da transformação digital. No Brasil, os fatores que levam à adoção da tecnologia são os avanços que tornam a IA mais acessível para as empresas (56%), a incorporação em aplicativos de negócios (48%) e a necessidade de automatizar processos e reduzir custos (39%).

Entre os principais usos da IA na América Latina, destacam-se as operações de Tecnologia e Informação (TI), segurança cibernética e a automação de processos de negócios, como marketing e vendas. Além disso, 66% dos profissionais de TI no Brasil afirmam que, para impulsionar as iniciativas de sustentabilidade e de ESG (sigla em inglês para “governança ambiental, social e corporativa”), a empresa em que trabalham está implementando a IA ou tem planos para isso.

No entanto, apesar da crescente adoção da tecnologia, ainda existem alguns desafios. No Brasil, especialmente para as empresas menores, os preços altos dos sistemas, a complexidade dos projetos e a dificuldade em integrá-los aos processos, a complexidade dos dados e a pouca experiência com IA são os principais entraves. Contudo, por meio de adaptação e uso estratégico, essa tecnologia pode ajudar a preencher lacunas de habilidades e a escassez de mão de obra em diversos setores.

Conheça alguns dos processos que podem ser automatizados e melhorados com a ajuda da IA

  • Previsão de vendas

Continua depois da publicidade

Por meio do uso de IA, os gestores comerciais podem prever, com bons índices de precisão, quanto será necessário vender em um determinado período. Assim, podem fazer um planejamento direcionado e estratégico dos recursos e investimentos.

  • Vendas adicionais

Uma das formas de aumentar o faturamento é vender mais para clientes que já consomem o produto ou serviço da empresa. Com a IA, é possível refinar essa estratégia: o sistema pode analisar o perfil e o histórico dos clientes, indicando quais são os mais propensos a consumir novamente os mesmos produtos, itens novos ou atualizados.

  • Gestão de alta performance

A IA pode ser utilizada para

avaliar a performance de vendas, identificar os profissionais da equipe com mais chance de alcançar as metas e as vendas mais importantes. Dessa forma, o gestor pode direcionar sua atenção para as negociações que trazem mais retorno para a empresa.

  • Otimização de preços

Com base em análises de transações anteriores, do perfil dos clientes, do contexto de mercado e diversos outros fatores, a IA pode apontar as taxas de desconto ideais para que haja maior probabilidade de efetuar as vendas e fechar negócio.

Continua depois da publicidade

  • Lead scoring

Analisando informações como perfil social, interações e histórico de compras, a IA é capaz de ajudar os vendedores a compreender quais são os leads, prospecções que apresentam maior potencial, com base na probabilidade de fechamento.

Acesse o canal do Gestão de Valor no NSC Total e fique por dentro do que há de inovador em SC.

Leia também

Conheça o programa de aceleração de startups em Santa Catarina

CRA-SC comemora 40 anos de atuação em Santa Catarina

Shopping Itaguaçu completa 41 anos e entrega expansão