nsc

publicidade

Maus-tratos

Três cachorros são resgatados vítimas de maus-tratos em Garopaba

Os animais estariam em um terreno abandonado, acorrentados e esqueléticos. Situação é frequente na região

31/05/2019 - 11h38 - Atualizada em: 31/05/2019 - 14h31

Compartilhe

Por Redação NSC
(Foto: )

Na última quinta-feira, 30, a Polícia Militar de Garopaba foi acionada para auxiliar em ocorrência de maus-tratos de animais. A PM de Paulo Lopes também auxiliou na operação de resgate. Os órgãos foram acionados por Rejane, Protetora de Animais e Sócia Fundadora da APAG - Associação Protetora dos Animais de Garopaba.

Rejane teria recebido uma denúncia de abandono, maus-tratos e descaso total com os cachorros, que estavam no Canto da Penha, local próximo à Escola Municipal Salomão Silveira, em Garopaba.

— Os três cães estavam acorrentados, no relento, esqueléticos, gritando desesperadamente por socorro. Foi uma cena muito triste, chorávamos — lamenta a protetora, que abriga em sua casa gatos, cachorros e cavalos resgatados, disponíveis para adoção.

Arquivo Pessoal
(Foto: )

Rejane lembrou de contatar Paulo, ex-vizinho e amigo, que também é ativo nas causas animais.

Paulo Santangelo, Engenheiro de Telecomunicações, que hoje dedica sua vida à proteção dos 80 animais que recolheu da rua, conta que recebe este tipo de relato de maus-tratos diariamente. Em entrevista à reportagem Paulo aconselha:

— Eu sugeriria reduzir o limite de velocidade que é de 110 para 80km/h, pelo menos num trecho de 1km que corta o centro de Paulo Lopes aos outros bairros. Algum dia pode acontecer um acidente sério pelo grande fluxo de caminhões na BR e de cachorros transitando.

Às margens da BR e do abandono

Segundo informações de vizinhos da região, os cães teriam sido abandonados pelos donos:

— Eles são de um casal que viaja com frequência, fica semanas fora e deixa eles amarrados, na chuva, sem comida e água, quando não deixam soltos na BR-101 para serem atropelados.

Agora as duas fêmeas estão na casa de Rejane se recuperando para irem para adoção. O macho está com uma amiga da cuidadora.

Maltratar é crime

Maus-tratos a animais é crime federal, e a legislação catarinense reconhece cães, gatos e cavalos como seres sencientes, sujeitos a sentimentos como dor e angústia, o que agrava qualquer situação de crueldade.

As denúncias devem ser feitas imediatamente após presenciar algum caso, ligando à Polícia Militar, no telefone de emergência 190.

Paulo tem 80 animais para adoção

Paulo Santangelo é um dos protetores de animais da Grande Florianópolis, que cuida de animais abandonados e em situações de vulnerabilidade. Engenheiro de Telecomunicações, dedica sua renda para seus amigos de quatro patas. Ele aceita doações de ração, auxílio financeiro com as vacinas, consultas e acessórios.

Caso haja interesse de adoção, o sítio de Paulo fica em Palhoça e o contato com ele pode ser feito através do telefone (48)9616-8601.

Todos os patudos de Paulo são vacinados e vermifugados. Veja alguns deles:

arquivo pessoal
(Foto: )

arquivo pessoal
(Foto: )

arquivo pessoal
(Foto: )

arquivo pessoal
(Foto: )

arquivo pessoal
(Foto: )

arquivo pessoal
(Foto: )

Paulo aceita doações de ração e remédios
(Foto: )

Deixe seu comentário:

publicidade