Seis vacinas estão com o estoque abaixo da média mensal e outras três estão com abastecimento zerado em Santa Catarina, de acordo com informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Há déficit em imunizantes contra meningite e HPV, por exemplo.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região no WhatsApp

Em falta, estão os imunizantes de tetra viral, que previne doenças como sarampo, caxumba, rubéola e varicela; meningocócica C, contra a meningite; e a tríplice bacteriana, que previne difteria, tétano e coqueluche. 

Já as com estoque em baixa estão a hepatite A pediátrica; varicela; tríplice viral, dTpa adulto; Haemophilus Influenzae B (Hib), que previne meningite e pneumonia; e HPV. 

Números mostram estoque abaixo em SC (Foto: SES, Divulgação)

De acordo com a SES, o motivo é a indisponibilidade dos imunizantes no estoque do Ministério da Saúde, órgão responsável pela compra e distribuição das doses a todos os estados brasileiros. 

Continua depois da publicidade

Para evitar que a população não fique sem as vacinas, a secretaria fez duas substituições. A vacina tríplice bacteriana está sendo substituída pela vacina pentavalente, enquanto a meningocócica C foi trocada pela vacina meningocócica  ACWY.

A última carga de vacina contra HPV, com 38.880 doses, foi enviada a Santa Catarina em setembro, mas uma nova remessa chegou nesta semana, com 9.200 doses que serão distribuídas aos municípios já amanhã.

O que diz o Ministério da Saúde

Procurada pela reportagem, o Ministério da Saúde diz que em caso de indisponibilidade de vacinas, o governo estadual deve fazer um remanejamento local para atender a população. 

Especificamente sobre a vacina contra a varicela, o Ministério afirma que, em março deste ano, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a interrupção da distribuição das vacinas tetra viral (contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela) e monovalente (contra varicela) devido a modificações identificadas no processo de fabricação dos imunizantes. A nova metodologia de produção passou a ser usada pela fabricante GlaxoSmithKline (GSK), depois de aprovada pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA).

Continua depois da publicidade

Após estudos, a Anvisa aprovou, em julho deste ano, em caráter de excepcionalidade, a autorização para importação e liberação dos imunizantes produzidos pela GSK e Fiocruz.

O Ministério da Saúde ainda pontua que a suspensão temporária das entregas da vacina contra a varicela ocasionou a diminuição dos estoques nos estados e municípios, o que será normalizado com novas remessas a partir dos meses de novembro e dezembro. 

*Com informações de Guilherme Barbosa, repórter da NSC TV

Leia também

Arena Joinville reprova em vistoria para o Catarinense; JEC diz que fará ajustes

Ossada humana encontrada na mata ao lado de mochila intriga polícia no Norte de SC

O que a Águas de Joinville pretende fazer com o maior empréstimo da história da cidade

Destaques do NSC Total