O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, de volta à corrida eleitoral no país, afirmou que irá fechar as fronteiras norte-americanas e promover uma deportação em massa, caso retorne à Casa Branca em 2025. A promessa foi feita durante um discurso em Iowa na segunda-feira (15), após vencer as primeiras prévias do Partido Republicano, ocasião em que também chamou imigrantes de “terroristas”.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

— Nós vamos fechar a fronteira. Porque neste momento temos uma invasão, de milhões e milhões de pessoas vindo para o nosso país. Eu não posso imaginar porque eles acham que isto é algo bom, isto é algo muito ruim. Não podemos ter isso. Não é sustentável como país. É horrível — disse Trump.

O ex-presidente americano afirmou ainda, sem apresentar evidências, que “hospitais psiquiátricos estão sendo esvaziados” para que pacientes migrem aos Estados Unidos, conforme registrou o g1.

Trump tem retomado um antigo discurso anti-imigração, de ampla aceitação entre republicanos, de olho na corrida eleitoral deste ano, com pleito previsto para 5 de novembro.

Continua depois da publicidade

Em dezembro do ano passado, ele chegou a dizer que os estrangeiros estão “envenenando o sangue americano”, em discurso entendido por opositores como eugenista, termo que remete a teorias racistas de segregação da sociedade ao distinguir pessoas supostamente bem nascidas de outras etnias.

Na ocasião em que Trump fez o discurso, o atual presidente dos EUA, Joe Biden, do Partido Democrata, afirmou que o opositor faz uso da mesma retórica da Alemanha nazista.

Leia mais

Bolsa nacional do Ensino Médio pagará “mesada” e poupança a 25 mil estudantes em SC

Caixa terá concurso público com salários de até R$ 14 mil

Destaques do NSC Total